Pesquisadoras criam rede para apoiar políticas voltadas a mulheres

Aumento de violência, redução da participação no mercado de trabalho e sobrecarga nas jornadas são alguns dos problemas enfrentados pelas mulheres no atual contexto de pandemia. Partindo desse diagnóstico, cientistas brasileiras criaram uma rede para fomentar o debate e políticas públicas que ajudem a minimizar os problemas enfrentados por mulheres. A Rede Brasileira de Mulheres Cientistas reúne pesquisadoras de todo o país e, apesar de lançada recentemente, no final de abril, já congrega mais de três mil pesquisadoras de todas as áreas do conhecimento.

Para saber mais sobre a proposta desse grande grupo de mulheres, neste Repórter Unicamp entrevistamos as professoras da Unicamp e membros da Rede Silvia Santiago (Diretora Executiva de Direitos Humanos da Unicamp) e Luciana Tatagiba (membro do Comitê Executivo da Rede).

Confira esse conteúdo também em podcast: https://bit.ly/3enzsq5