Latim? Morreu, mas passa bem - Oxigênio 137

Você já se perguntou de onde vêm aquelas expressões utilizadas em tribunais que quase não conseguimos pronunciar? E quanto a um nome científico de alguma nova espécie de animal? O latim permeia nosso cotidiano e recorremos a ele constantemente. O que muitas vezes passa despercebido é que a atribuição de nomes científicos em latim tem um fundamento, e que o uso dessa língua antiga, que é a origem do nosso idioma, também é corroborado no meio jurídico nacional. 

Embora seja senso comum dizer que o latim é uma língua morta, neste episódio convidamos Aline Tomás, Juíza de Direito do Tribunal de Justiça de Goiás e que atua na Vara de Família de Anápolis, para falar sobre a importância do latim em procedimentos jurídicos. Já Rafael Rigolon, biólogo e professor da Universidade Federal de Viçosa, irá falar sobre o latim na ciência, mostrando que essa língua, na verdade, está indo muito bem. Quem vai navegar com a gente na evolução desse episódio é Isabella Tardin Cardoso, doutora em letras clássicas pela USP e professora de língua e literatura latina na Universidade Estadual de Campinas, e Luciano Pfeifer, professor de português jurídico na Universidade Presbiteriana Mackenzie.