Unicamp recebe recursos para desenvolvimento automotivo com a iniciativa privada

Projeto da Unicamp e da UFABC com a Piccin Máquinas Agrícolas.financiado pelo Rota2030- FINEP-Empresarial, desenvolve um distribuidor de corretivos e fertilizantes com acionamento elétrico e maior eficiência
Projeto da Unicamp e da UFABC com a Piccin Máquinas Agrícolas, financiado pelo Rota2030- FINEP-Empresarial, desenvolve um distribuidor de corretivos e fertilizantes com acionamento elétrico e maior eficiência

A Universidade Estadual de Campinas fechou parceria com dez Instituições Científicas, Tecnológicas e de Inovação (ICTs) e 13 empresas do setor industrial para o desenvolvimento e aplicação de soluções tecnológicas na área automotiva. A iniciativa faz parte do Programa Rota 2030 do governo federal, que conecta indústria e academia em projetos de pesquisa inovadores e estratégicos, com o objetivo de impulsionar tecnologias e gerar novos negócios. A previsão de investimento é de R$ 1 bi durante os cinco primeiros anos.

Os convênios, assinados em 2021 com apoio da Agência de Inovação Inova Unicamp, irão destinar, até o fim dos contratos, mais de 16 milhões de reais para a Universidade. Os valores serão revertidos para manutenção e melhorias na infraestrutura de laboratórios, compra de insumos para pesquisas e pagamento de bolsas de estudo e estímulo à inovação.

A Unicamp atua em projetos para o desenvolvimento da cadeia automotiva em áreas estratégicas, na melhoria de produtos e processos, nos eixos temáticos coordenados pela Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa de Minas Gerais (FUNDEP) – de cuja coordenação técnica também faz parte – e no programa da Financiadora de Estudos e Projetos Finep 2030. As entidades são gerenciadoras dos recursos, alguns deles oferecidos em fluxo contínuo, o que permitirá ampliar a participação da Unicamp no Rota 2030.

“Estamos desenvolvendo melhorias nas áreas de bioenergia, propulsão alternativa à combustão, ferramentaria, eficiência e segurança de veículos que atendam às demandas da sociedade”, destaca o professor da Unicamp Tárcio Barros, membro da coordenação técnica da linha temática V da FUNDEP.

Na área de agricultura de precisão, os pesquisadores trabalham com sistemas de propulsão elétrica para tratores agrícolas, semeadores e distribuidores autônomos de fertilizantes.
Na área de agricultura de precisão, os pesquisadores trabalham com sistemas de propulsão elétrica para tratores agrícolas, semeadores e distribuidores autônomos de fertilizantes.

Projetos de inovação

Entre as pesquisas desenvolvidas pela Unicamp, estão o aumento do desempenho de motores flex e metamateriais para blindagem em veículos. As inovações incluem adaptação e geração de energia embarcada para veículos elétricos e híbridos a partir do etanol e controle de equilíbrio para segurança em triciclos.

Outro estudo busca o desenvolvimento da cadeia de ferramentaria nacional para estampagem a quente. Na área de agricultura de precisão, os pesquisadores trabalham com sistemas de propulsão elétrica para tratores agrícolas, semeadores e distribuidores autônomos de fertilizantes.

Os projetos aprovados são executados com a participação do setor industrial. Entre as empresas envolvidas, estão:  AVL South America, Caoa, FCA Fiat Chrysler, General Motors, Hibrema, Supplier, Marelli Sistemas Automotivos, Marchesan, Motiva Mobilidade, Piccin Máquinas Agrícolas, Robert Bosch, Toyota do Brasil e Volkswagen.

O Rota 2030 recebe aporte de empresas beneficiadas pela isenção de impostos de importação de peças sem similares no país e que agregam valor tecnológico aos veículos produzidos e comercializados aqui. O recurso é disponibilizado para os programas e projetos prioritários de inovação e gerido por um conselho gestor que seleciona as instituições e redes de pesquisa para a execução.

Atualmente, quatro faculdades da Unicamp estão envolvidas com o programa Rota 2030: Faculdade de Engenharia Mecânica (FEM), Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação (FEEC), Faculdade de Engenharia Agrícola (Feagri) e Faculdade de Engenharia Química (FEQ). Os pesquisadores desenvolvem trabalhos em parceria com outras seis universidades e quatro institutos de pesquisa, com foco no intercâmbio científico e tecnológico entre grupos de pesquisa e a cadeia automotiva.

Matéria original publicada no site da Agência de Inovação Inova Unicamp.

Imagem de capa

Pesquisadores da Universidade estão envolvidos em 11 projetos com apoio financeiro do Programa Rota 2030
Pesquisadores da Universidade estão envolvidos em 11 projetos com apoio financeiro do Programa Rota 2030