Estudantes de todo o Brasil conhecem os cursos da Unicamp com a UPA virtual

Vestibulandos de todo o país têm a oportunidade de conhecer os cursos de graduação oferecidos pelas faculdades e institutos da Unicamp, além de trabalhos realizados e serviços disponíveis aos estudantes e a toda comunidade. Mais de cem atividades integraram a programação da UPA 2021, realizada neste ano de forma virtual por conta dos cuidados, ainda necessários, contra a covid-19. As atividades foram encerradas na sexta-feira (23) mas podem ser conferidas no canal da TV Unicamp no YouTube

Encontro com professores e alunos

Ao longo dos quatro dias de UPA, diferentes atividades foram realizadas apresentando as características dos cursos de graduação da Unicamp. Docentes puderam explicar como eles são estruturados em disciplinas e estágios e estudantes compartilham com os vestibulandos um pouco de suas vivências e rotinas. Eles também tiraram dúvidas de quem pretende se tornar um estudante da Unicamp e incentivá-los a persistir nesse objetivo. 

"Essa fase do vestibular é complicada, nós ficamos muito preocupados. Mas o motivo pelo qual estou aqui conversando com vocês é para dizer que tudo vale a pena. Já estive no lugar de vocês há alguns anos, me lembro dessa sensação, mas passei por essa fase e, olhando para trás, hoje eu vejo o quanto tudo valeu a pena. A mensagem que deixo é: fiquem firmes e confiem nesse processo", afirmou Gabriela Lopes Fernandes, aluna do 4º ano de medicina, durante a live de apresentação do curso organizada pela Faculdade de Ciências Médicas (FCM). 

imagem mostra capturas de telas de atividades realizadas pelas faculdades e institutos da unicamp
Atividades realizadas pelo Instituto de Geociências (IG), Instituto de Artes (IA) e pela Faculdade de Ciências Médicas (FCM) (imagens: reprodução)

Os encontros virtuais também permitiram aos vestibulandos já terem contato com temas que passam pelo dia-a-dia dos cursos e das carreiras profissionais, como a importância da diversidade biológica, discutida pelo Instituto de Biologia (IB). Outro exemplo foi a discussão proposta pelo Instituto de Economia (IE) sobre as situação econômica atual do país e como os economistas lidam com essa realidade. 

Já na Faculdade de Educação (FE), a professora Débora Jeffrey conversou com alunos dos cursos e com vestibulandos sobre a importância de ações afirmativas e das cotas étnico-raciais para a universidade. "Nós acreditamos que esse campo pode ser entendido como uma área de formação, mas também de transformação humana. Nos pautamos muito em uma relação dialógica, algo que vem de Paulo Freire, que foi docente da nossa Faculdade de Educação e é uma referência para todos nós", comentou a docente. 

Todas as atividades organizadas pelas unidades de ensino e transmitidas pelo YouTube estão listadas no canal da TV Unicamp e podem ser conferidas a qualquer momento. Para facilitar a pesquisa, elas estão disponíveis em três playlists: ciências exatas e tecnológicas, ciências humanas e ciências biológicas e da saúde

imagem mostra capturas de telas de atividades realizadas pelas faculdades e institutos da unicamp
Atividades realizadas pelo Instituto de Física "Gleb Wataghin" (IFGW),  Instituto de Computação (IC) e Instituto de Economia (IE) (imagens: reprodução)

Espaço para grandes temas

Transmitidos às 10h, os painéis temáticos da UPA são uma oportunidade para a discussão de grandes temas da atualidade que passam pela rotina de professores, pesquisadores e estudantes da universidade e mostram o quanto a Unicamp, ao formar seus alunos, contribui com o desenvolvimento científico e tecnológico do país e com o bem-estar de toda a sociedade. 

Na quarta-feira (21), o painel "Ciência e Tecnologia na pandemia" trouxe uma discussão com membros da Força-Tarefa Unicamp contra a Covid-19, grupo interdisciplinar de pesquisadores que atuam no combate ao coronavírus. Durante a conversa, eles compartilharam suas experiências e impressões pessoais de direcionarem sua atuação científica para a demanda global de conter a doença, além de contribuírem para a valorização da ciência e redução de movimentos negacionistas que disseminam notícias falsas. 

"Atuar na Força-Tarefa uma ótima oportunidade para nós deixarmos, cada vez mais claro e evidente, o papel central que as universidades públicas têm, tanto em gerar ciência quanto em informar a sociedade de quais são as melhores práticas científicas, do que é ou não adequado, do que é uma fake news. Acho que cabe também ter um olhar especial para a forma como os alunos e os pesquisadores comunicam a ciência", afirmou Rogério Bataglioli, pesquisador da Unicamp ligado à frente de novas tecnologias da Força-Tarefa. 

Já na quinta-feira (22) o tema em debate foi Inovação e Empreendedorismo na Universidade. Organizado pela Agência de Inovação da Unicamp (INOVA), o painel reuniu membros da comunidade acadêmica e do meio empresarial para apresentar aos vestibulandos os projetos e oportunidades disponíveis para que o espírito empreendedor seja estimulado nos alunos desde a graduação. 

Leonardo Galissio, presidente de expansão da Federação de Empresas Juniores do Estado de São Paulo (Fejesp), explicou o quando o envolvimento dos estudantes nessas iniciativas são importantes para a formação acadêmica, para a entrada no mundo profissional e para a transformação da sociedade. "O grande objetivo do movimento de empresas juniores é formar empreendedores e líderes capazes de transformar o Brasil. Graças a todas as competências formadas dentro das empresas juniores, os profissionais que saem delas estão muito mais completos", analisou o estudante. 

O terceiro e último painel temático da UPA 2021 será nesta sexta-feira (23) com o tema "Sustentabilidade e Direitos Humanos". A transmissão será às 10h no canal da TV Unicamp no YouTube. Os outros painéis também estão disponíveis no canal para quem quiser conferir. 

Lives sobre o Vestibular 2022: #EuNaUnicamp

Destaques na programação da UPA, as atividades realizadas pela Comissão Permanente para os Vestibulares (Comvest) abrem espaço para que os vestibulandos tenham acesso a todas as informações necessárias para participarem do Vestibular Unicamp 2022 e conquistarem uma vaga nos cursos de graduação da universidade. A primeira live, transmitida na terça-feira (20) trouxe aos candidatos todas as modalidades de ingresso disponíveis aos estudantes e também dicas sobre as provas. Já no segundo encontro virtual, na quinta-feira (22), foram discutidas as políticas de inclusão e permanência da Unicamp. 

Houve também espaço para que os candidatos pudessem contar um pouco de suas histórias e expectativas para o vestibular. Na quarta-feira (21), eles puderam participar de uma conversa pelo instagram oficial do Vestibular Unicamp, @vestunicamp.

imagem mostra capturas de telas de atividades realizadas pelas faculdades e institutos da unicamp
Vestibulandos que têm interesse em prestar o Vestibular Unicamp conversaram com Ricardo Adorno e Mel Moraes, da Comvest, pelo instagram (imagem: reprodução)

A UPA 2021 termina também com uma atividade promovida pela Comvest. Às 17h30, no canal do Vestibular Unicamp no YouTube, os vestibulandos podem participar de um quiz interativo e concorrer a brindes. Toda a programação realizada pela Comvest sobre o Vestibular Unicamp também ficará disponível no canal da TV Unicamp e do Vestibular Unicamp no YouTube. 

Imagem de capa

foto mostra alunos do instituto de geociências da unicamp, de máscaras, em um espaço comum do instituto
Programação segue até esta sexta-feira (23). Transmissões estão disponíveis no canal da TV Unicamp no YouTube