Professor Christian Rodrigues formaliza cooperação com Instituto Max Planck na área de Matemática

Áudiodescrição: fotografia colorida do imecv
Acordo estreita parcerias de pesquisa entre o Instituto Max Planck para Matemática nas Ciências e o IMECC

O professor Christian da Silva Rodrigues, do Instituto de Matemática, Estatística e Computação Científica (IMECC) da Unicamp, firmou acordo de cooperação com o Instituto Max Planck para Matemática nas Ciências Naturais (MPI-MIS), da Alemanha. O convênio foi formalizado através da aprovação do projeto de pesquisa Geometria e Probabilidade em Sistemas Dinâmicos. Além de envolver financiamento da Sociedade Max Planck para pesquisa, o acordo visa estreitar a cooperação de cientistas das duas instituições. Fazem parte do projeto liderado pelo professor Christian alunos da pós-graduação e de iniciação científica do IMECC.

Para o docente, o principal benefício do convênio são as trocas entre pesquisadores da Unicamp e do Max Planck. “Abre a possibilidade de estreitar relações entre as duas instituições, o que é frutífero para ambas. O fato de ter um fluxo de ideias de pessoas trabalhando em diferentes lugares contribui para o desenvolvimento da pesquisa”, avalia.

O financiamento do Max Planck engloba insumos de pesquisa, bolsas e locomoção para visitas entre os investigadores de ambas as instituições. As bolsas cobertas pelo convênio serão destinadas a doutorandos e pós-doutorandos. Outro benefício da parceria diz respeito ao acesso à base de dados do Instituto. “Além disso, se for o caso, se for necessário recursos experimentais, há acesso a todo um parque experimental que eles dispõe”, observa Christian.

O projeto aprovado é integrado pelo professor Christian Rodrigues e, até o momento, pelos alunos de doutorado Renata Possobon e Hector Puma, e pelos estudantes de Iniciação Científica Giovanni Campos e Lucas Viana, todos do IMECC. Além deles, participa o pesquisador alemão Jürgen Jost, com quem Christian já trabalhou durante o período em que foi pós-doutorando e pesquisador no Instituto. 

Escopo de pesquisa 

Os sistemas dinâmicos dizem respeito a fenômenos que se alteram com o tempo, explica o professor, buscando entender padrões e classificar possíveis comportamentos. “Há vários exemplos observados na natureza, como a órbita de um planeta, o movimento de um pêndulo ou o fluxo de partículas de pólen na superfície de um rio. Cada um desses sistemas tem suas particularidades, mas o que se descobriu há um tempo, do ponto de vista da Matemática, é que existem princípios matemáticos que são universais para todos eles, e isso que a teoria busca entender", diz.

No que diz respeito à geometria, a atenção é sobre as propriedades geométricas dos espaços onde esses sistemas ocorrem, sendo importantes na descrição e em como podem ser usados para fazer previsões de comportamentos. Christian pontua que uma das preocupações é quanto à estabilidade da dinâmica. “Quando você tem um modelo que descreve alguma coisa, idealmente esse modelo tem que ser robusto. Se você tem uma teoria que descreva o movimento de partículas de pólen na superfície do rio, idealmente você quer que, se essa ação sofra o impacto, por exemplo, de rajadas de vento que podem soprar de qualquer direção, que o seu modelo dê conta de descrever isto. Quando a gente propõe esses modelos, queremos que eles descrevam ou pelo menos dêem uma ideia de quão estável é o comportamento de um sistema dinâmico em relação, por exemplo, a perturbações aleatórias”, exemplifica.

Áudiodescrição: fotografia colorida do instituto
O Instituto Max Planck para Matemática nas Ciências é um dos 86 institutos da Sociedade Max Planck

O Instituto

O Instituto Max Planck para Matemática nas Ciências Naturais (MPI-MIS) é um dos 86 institutos da Sociedade Max Planck na Alemanha, organização independente de pesquisa científica alemã. Além dos institutos no país de origem, a Sociedade mantém 20 centros espalhados pelo mundo. O fomento de pesquisas em ciências naturais, ciências da vida e humanidades acontece também sob a forma de parcerias com grupos. Atualmente, há mais de 70 grupos parceiros, sendo o grupo liderado pelo professor Christian um deles.

Imagem de capa

Áudiodescrição: fotografia colorida do professor Christian
Convênio entre Unicamp e Max Planck prevê pesquisas na área de geometria e sistemas dinâmicos