Agência japonesa doa equipamentos e acessórios hospitalares ao HC

O Hospital de Clínicas (HC) da Unicamp recebeu da Agência de Cooperação Internacional do Japão (JICA) mais de R$ 852 mil em equipamentos e acessórios hospitalares. Dentre os equipamentos doados estão eletrocardiógrafos, ultrassons, disfibriladores, carrinhos para ECG e ultrassom, transdutores convexo, linear e setorial, steep needle profiling (SNP) e Digital Imaging and Communications in Medicine (Dicom), num total de 91 itens. Os termos de doação forma assinados no início de fevereiro. Nos próximos meses, o HC recebe também 20 monitores multiparamétricos. Os valores dessa nova doação ainda não foram divulgados pela JICA.

De acordo com Masayuki Eguchi, representante chefe da JICA no Brasil, uma das missões da Agência de Cooperação Internacional do Japão é a “segurança humana”. Para alcançar este objetivo, a JICA lançou a Iniciativa Global de Saúde para fortalecer os sistemas de saúde nos países em desenvolvimento e trabalha para fortalecer os sistemas de diagnóstico e tratamento de doenças infecciosas, assim como pesquisa e sistemas de alerta precoce, prevenção e integração da resposta às crises sanitárias. Exemplos disso são as iniciativas integradas para fortalecer o gerenciamento de casos (diagnóstico, tratamento e cuidados), prevenção de doenças graves e mortes causadas pela Covid-19, desenvolvimento de sistemas de teste Covid-19 para melhorar a detecção precoce em pessoas infectadas e o rastreamento de contatos.

No Brasil, a JICA tem uma parceria com a Unicamp desde 1990 com o Projeto de Pesquisa e Diagnóstico de Doenças Gastroenterológicas, desenvolvido com o Gastrocentro. Atualmente, está em execução o projeto The establishment of a research and reference collaborative system for the diagnosis of fungal infections including drug-resistant ones both in Brazil and Japan (Projeto MIRE) em parceria com o HC Unicamp. Veja aqui o vídeo do Projeto MIRE.

Devido ao avanço da Covid-19, várias atividades presenciais do projeto precisaram ser interrompidas e o HC Unicamp se tornou um hospital referência para o tratamento de casos graves da doença. Muitos dos profissionais envolvidos no projeto estão atendendo as demandas dos pacientes infectados.“Dentro deste cenário, consideramos importante e urgente tomar ações para minimizar os riscos de contaminação dos profissionais e apoiar o tratamento emergencial dos pacientes. Assim, mediante a solicitação da Unicamp, a JICA tem feito a aquisição e a doação de equipamentos como aparelhos de ultrassom portáteis, desfibriladores, eletrocardiógrafos e Equipamentos de Proteção Individuais (EPIs) com a esperança de que esses equipamentos possam ajudar na recuperação dos pacientes internados na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do HC”, disse Eguchi.

“A JICA é uma instituição idônea que atua junto à Unicamp e ao HC há muitos anos. Essa doação de equipamentos ao hospital representa um trabalho de cooperação entre as duas instituições no combate a pandemia de covid-19. Mais uma vez, queremos agradecer a confiança depositada pela agência japonesa em nosso hospital. Todos os equipamentos já estão sendo muito bem empregados no cuidado de nossos pacientes”, comenta Plínio Trabasso, coordenador de assistência do HC Unicamp.

“Essa parceria foi cultivada ao longo de 31 anos com respeito, honestidade, responsabilidade e, acima de tudo, confiança entre a Unicamp e a JICA. Com os novos equipamentos será possível dar continuidade ao cuidado dos pacientes com Covid-19 internados em nosso hospital”, ressalta a médica infectologista responsável pelo projeto MIRE e atual coordenadora geral da Unicamp, Maria Luiza Moretti.

Planejamento da doação

De acordo com a engenheira clínica Zulma Novaes da Coordenadoria Administrativa do HC Unicamp, para viabilizar toda a ação de doação o hospital fez um plano inicial com uma lista de equipamentos de uso em UTI´s para o enfrentamento da covid-19.

“Nesta lista, indicamos os tipos de equipamento de maior interesse e o valor de mercado, as quantidades e as características técnicas de cada equipamento. A lista com os equipamentos necessários foi aceita pela JICA. A agência japonesa ficou com a decisão final de compra dos modelos de ultrassons portáteis, desfibriladores e eletrocardiógrafos doados”, explica Zulma.

Após o recebimento destes equipamentos, eles foram submetidos aos procedimentos comuns de cadastro e incorporados ao patrimônio da Universidade. Formalizado o cadastro, foi solicitada a instalação dos equipamentos às respectivas empresas fornecedoras. A instalação foi acompanhada pelo Centro de Engenharia Biomédica (CEB) da Unicamp. Após montagem e instalação, os equipamentos foram disponibilizados para uso com o devido treinamento das equipes clínicas, realizado também pelas empresas fornecedoras.

“É importante ressaltar que após o recebimento, os trâmites para a incorporação dos equipamentos pelo hospital seguiram os mesmos ritos de incorporação aos quais são submetidos os equipamentos médicos comprados diretamente pela Unicamp”, reforça Zulma.

Parceria entre Unicamp e JICA

A parceria entre a Unicamp e a JICA existe há mais de três décadas. Os investimentos da Agência na Universidade somam em torno de 60 milhões de reais. Em 2019, o Laboratório de Doenças Epidemiológicas e Infecciosas (Lemdi) da Faculdade de Ciências Médicas (FCM) e instalado dentro do HC Unicamp foi contemplado com um aporte de mais de 5 milhões de dólares para a realização de projetos de pesquisa clínica em infectologia, em parceria com a Universidade de Chiba.

Ainda no mesmo ano, a Unicamp foi contemplada com título de “JICA President Award 2019”. Essa foi a primeira vez na história do órgão governamental japonês que uma universidade estrangeira foi contemplada com a honraria. O Centro de Diagnóstico de Doenças do Aparelho Digestivo (Gastrocentro) também recebeu ao longo da história de cooperação aportes relevantes para o seu funcionamento.

Matéria original publicada no site do HC da Unicamp.  

Imagem de capa

Doação equivale a mais de R$ 852 mil, num total de 91 itens. Nos próximos meses, o hospital recebe também 20 monitores multiparamétricos 
Doação equivale a mais de R$ 852 mil, num total de 91 itens. Nos próximos meses, o hospital recebe também 20 monitores multiparamétricos