Unicamp, USP e Instituto Moreira Salles firmam parceria para pesquisa e extensão acadêmica

Dois convênios entre Unicamp, Universidade de São Paulo (USP) e Instituto Moreira Salles (IMS) vão permitir que as universidades e o instituto trabalhem em parceria para a pesquisa e extensão acadêmica. Os convênios entre USP e IMS e Unicamp e IMS, assinados no final de 2020, foram possíveis a partir de diálogos entre a Biblioteca do IMS e integrantes do Grupo de Trabalho Imagem, Cultura Visual e História da Associação Nacional de História (ANPUH). Estabelecido em 2003, o Grupo congrega além de professores da Unicamp e USP, outras universidades como Universidade Federal do Fluminense, Universidade Estadual de Londrina, Puc-Rio Grande do Sul, Universidade Federal do Rio Grande do Norte e Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri. 

Na Unicamp, a iniciativa se deu no âmbito da Diretoria de Cultura da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (Proec) e na USP foi capitaneada pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU), Museu de Arte Contemporânea (MAC) e Museu Paulista (MP), tendo sido proposta pela Pró-Reitoria de Pesquisa.

Este tipo de convênio entre universidades públicas e uma instituição privada permite a colaboração em rede entre os atores. Trata-se da possibilidade de, juntos, os profissionais destas instituições desenvolverem diversos tipos de projetos e atividades como, por exemplo, ministração de cursos, propostas de seminários e, também, permite o acesso facilitado aos arquivos e coleções das instituições conveniadas. Ainda abre perspectivas de se desenvolver outras parcerias de interesse mútuo. Em contrapartida, a instituição privada, no caso o IMS, tem a facilidade de acesso à colaboração de professores e pesquisadores das instituições.

Um primeiro evento resultante da parceria ocorreu em outubro passado com o seminário "Aos Milhares", que tratou das implicações do acúmulo mundial de fotografias em acervos fotográficos e seus modos de pesquisa. Organizado pelas professoras Heloisa Espada, Iara Schiavinatto e Solange Ferraz de Lima, o encontro foi realizado on line e reuniu pesquisadores de diferentes regiões do Brasil, que atuam em arquivos fotográficos de naturezas diversas e compostos por milhares de itens.

Assista ao seminário "Aos Milhares": 

Imagem de capa

Dançarino de Frevo, Recife, 1950. Reportagem "O frevo sensacional", O Cruzeiro, ano XXII, n.22, 18.3.1950. Foto de Peter Scheier / Acervo IMS
Dançarino de Frevo, Recife, 1950. Reportagem "O frevo sensacional", O Cruzeiro, ano XXII, n.22, 18.3.1950. Foto de Peter Scheier / Acervo IMS