Segunda fase do Vestibular Unicamp 2021 é concluída sem qualquer intercorrência

A segunda fase do Vestibular Unicamp 2021 teve fim nesta terça-feira, 9 de fevereiro. Com o cumprimento de protocolos de biossegurança em relação à Covid-19, não houve qualquer intercorrência durante a aplicação das provas. O índice de abstenção seguiu próximo ao do primeiro dia da segunda fase, fechando em 8,8%, o menor em 10 anos. São oferecidas, em 2021, 3.237 vagas em 69 cursos de graduação da Unicamp. O Vestibular ainda terá seguimento com as provas de Habilidades Específicas, requeridas para os cursos de Arquitetura e Urbanismo, Artes Cênicas, Artes Visuais e Dança.

Dos 15.470 candidatos habilitados para fazer as provas da segunda fase, 14.113 compareceram no segundo dia desta etapa, totalizando um percentual de 8,8% ausentes. “Mesmo com o desafio enorme de fazer uma prova durante a pandemia podemos dizer que a Unicamp conseguiu”, avalia o coordenador executivo da Comissão Permanente para os Vestibulares (Comvest) da Unicamp, José Alves de Freitas Neto. “Os candidatos consideram a possibilidade de estar na Unicamp mesmo em um cenário de muitas incertezas diante do acesso à vida universitária”. Além disso, destaca o professor, os alunos parecem ter reconhecido uma prova que se tornou mais próxima deles, com múltiplas linguagens.

Heterogeneidade de conteúdos e de dificuldade foram características da prova
Em relação ao conteúdo e ao caráter da prova, o coordenador da Comvest salienta, nas questões de Ciência da Natureza, questões acerca de eventos do cotidiano, os quais podem ser explicados pela ciência. São exemplos as queimadas nos diferentes biomas e o funcionamento de uma panela de pressão. Questões sobre a pandemia também estiveram presentes. 

Na prova de Ciências Humanas, uma das discussões foi a respeito do colonialismo e da categoria do exótico. No geral, observa, as questões de cada uma das áreas foram equilibradas a partir dos conteúdos básicos do ensino médio.

“A prova mudou para poder acompanhar as dinâmicas do mundo contemporâneo e consequentemente a prova mudou também para acompanhar as políticas de inclusão da própria Universidade. Não há como propor políticas de inclusão e não incorporar outras concepções de mundo e outras linguagens”, avalia o professor, que também pontua que uma boa prova de vestibular valoriza a ciência e sua aplicação no cotidiano. 

Em relação à concepção pedagógica da prova, a coordenadora acadêmica da Comvest, professora Márcia Rodrigues Mendonça, destaca que contemplou, além da valorização da ciência, dos temas contemporâneos e da cultura democrática, uma diversidade de graus de dificuldades. “Esse é um princípio adotado para contemplar a heterogeneidade do nosso público, a heterogeneidade dos cursos oferecidos e da concorrência por uma vaga de modo que diferentes perfis possam ser avaliados”, frisa. 

A prova já está disponível no site da Comvest, assim como todas as anteriores. Confira: http://www.comvest.unicamp.br/vestibular-2021/provas/

Calendário
As Provas de Habilidades Específicas para os cursos de Arquitetura e Urbanismo, Artes Cênicas, Artes Visuais e Dança, serão feitas nos dias 11 e 12 de fevereiro de 2021, em Campinas.

A primeira chamada será divulgada dia 10 de março e os convocados nesta chamada deverão efetivar a matrícula online (não presencial) no dia 15 de março, pela página eletrônica da Comvest. As demais datas constam do calendário do Vestibular Unicamp 2021, disponível no site da Comissão.

Imagem de capa

audiodescrição: fotografia colorida mostra candidatos, de máscara, realizando provas de vestibular em sala; as cadeiras são azuis e há poucos candidatos na sala, conforme protocolos de distanciamento social
Segunda fase do vestibular é concluída sem intercorrências