Primeira Cátedra do Instituto de Estudos Avançados Senai-Cimatec é de Acadêmico

A primeira Cátedra do Instituto de Estudos Avançados Senai-Cimatec, cujo lançamento será no dia 11/12, às 15h, será de Nanociência e Nanotecnologia. Será ocupada pelo vice-presidente da ABC pra a Região SP, Oswaldo Luiz Alves, professor titular e decano do Departamento de Química Inorgânica do Instituto de Química da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), escolhido por ser um dos pioneiros do tema no país, com atuação abrangente nos setores acadêmico e tecnológico.

O IEA Senai-Cimatec tem como missão principal atuar em temas de alta relevância para a educação, ciência, tecnologia e inovação, com visão inter e multidisciplinar e nas escalas local, nacional e mundial. Adicionalmente, tem a missão de promover o aprimoramento e atualização do corpo acadêmico, visando a criação da Universidade Senai-Cimatec e a atuação em temas portadores de futuro.

A organização do Instituto será em forma de Cátedras, a serem ocupadas por cientistas de reconhecimento nacional e internacional que possam auxiliar na promoção do avanço institucional, bem como do aprimoramento pessoal acadêmico e tecnológico.

Sobre o Acadêmico

Oswaldo Luiz Alves é fundador e coordenador científico do Laboratório de Química do Estado Sólido (LQES). Obteve seu doutorado em Ciências pela Unicamp e fez pós-doutoramento no LASIR-CNRS, França. Professor Honoris Causa, Universidade Federal do Ceará (2019).

O interesse de pesquisa do Prof. Alves inclui compostos lamelares, nanocompósitos, quantum-dots, nanotubos inorgânicos, nanopartículas metálicas, vidros especiais, nanoecomateriais, interação de nanoestruturas com biossistemas. Publicou mais de 250 trabalhos científicos e orientou mais de 50 teses de mestrado e doutorado. Proferiu conferências na Academia de Ciências da França, em 2005 e na 10ª Conferência Geral da World Academy of Sciences (TWAS), em 2006.

É autor da Cartilha sobre Nanotecnologia publicada pela ABDI em 2010. Fundador e editor científico do Boletim Eletrônico LQES NEWS e coordenador do Boletim Eletrônico Nano Em Foco editado pela ABDI (2008-2015). Editor regional para a América Latina do periódico Recent Patents on Nanotechnology (Bentham Publ., EUA).

É membro da Sociedade Brasileira de Química, da qual foi presidente no biênio 1998-2000. É membro titular da Academia Brasileira de Ciências desde 2001. Membro da Academia de Ciências do Estado de São Paulo (2012). Fellow da Academia Mundial de Ciências (TWAS, na sigla em inglês), 2014. Fellow da Royal Society of Chemistry (FRSC), 2015. É vice-presidente da ABC para a Região SP, em dois mandatos (2016-2019 e 2019-2022).

Foi membro do Conselho Deliberativo do CNPq (2001-2005). Coordenou o Projeto de Prospecção em Nanociência e Nanotecnologia do Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE, 2004-2006). Foi membro do Conselho do Programa de Apoio a Aquisição de Periódicos (PAAP), Periódicos Capes (2006-2010). Consultor da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) para a área de Nanotecnologia (2007-2015). Foi membro do Comitê Consultivo para a Área de Nanotecnologia do MCTI (2011-2016) e do Conselho Científico da APAE de São Paulo (2010-2016). Membro do Conselho de Administração do Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM), 2015. Membro do Comitê Independente de Especialistas da Academia Mundial de Ciências (TWAS) para o Prêmio de Química (2016-2018). Membro do Conselho Científico do Instituto Serrapilheira (2017-2019). Membro do Comitê Consultivo de Nanotecnologia e Novos Materiais do MCTIC (2019-2021). Membro do Conselho Técnico Científico do CTI-Renato Archer (2020).

Possui 31 patentes depositadas, sendo quatro internacionais, cinco patentes concedidas e um licenciamento para o setor produtivo.

Foi agraciado com a Comenda Nacional do Mérito Científico do Governo Brasileiro em 2002. Em 2004 recebeu a Medalha Simão Mathias da Sociedade Brasileira de Química e, em 2005, foi agraciado com o Prêmio Fritz Feigl do Conselho regional de Química/ 4ª Região. Em 2009 recebeu o Prêmio Abiquim de Tecnologia. Recebeu o Prêmio de Reconhecimento pelas Atividades na Graduação 2011 (IQ/Unicamp). Em 2013 recebeu a Medalha Revista Virtual de Química (RVQ) da SBQ. Em 2015, o Prêmio “Zeferino Vaz” de Reconhecimento Acadêmico (Unicamp). Prêmio Cientista do Ano do Instituto Nanocell-Modalidade: Nanotecnologia (2016). Recebeu os prêmios Inventores Unicamp 2009 (Tecnologia Licenciada); Prêmio Inventores Unicamp 2011 (Tecnologia Absorvida pelo Mercado); Prêmio Inventores Unicamp 2014, 2017, 2018 e 2020 (Patente Concedida). Grã-Cruz da Ordem Nacional do Mérito Científico, Brasil (2018).

Acesse o conteúdo original no site da Academia Brasileira de Ciências (ABC)

Imagem de capa

Oswaldo Luiz Alves, professor titular do Instituto de Química da Unicamp
Oswaldo Luiz Alves, professor titular do Instituto de Química da Unicamp