Mulheres e isolamento: quando o domicílio não é lugar de paz

A estratégia de isolamento social, necessária para a contenção da pandemia do #coronavírus, acende um alerta para as mulheres, já que o ambiente doméstico é o local onde elas mais sofrem agressões. Como combater o problema do aumento da violência doméstica nesse período de confinamento? Para a doutora em Demografia pela Unicamp, Jackeline Romio, políticas públicas como a redistribuição de renda são necessárias para enfrentar a questão. Além disso, ações de cuidado e de apoio no âmbito das relações interpessoais podem ajudar na proteção às mulheres.

Edição de vídeo: Kléber Casabllanca

Imagem de capa

audiodescrição: print do vídeo, doutora Jackeline Romio aparece em mio corpo e veste camisa branca.
Mulheres e isolamento: quando o domicílio não é lugar de paz.