Série Améfrica.TV aborda arte e cultura de matrizes africanas e indígenas

Está no ar o programa Améfrica.TV com direção e roteiro do professor do Instituto de Artes Gilberto Alexandre Sobrinho e produção executiva da jornalista Patrícia Lauretti. A série é composta por três programas de entrevistas com conversas sobre arte e cultura de matrizes africanas e afro-brasileiras e indígenas. O foco do programa consiste em arte e religiosidade, curadoria, coleção e literatura indígena.  

As entrevistas foram concedidas por  Fabiana Lopes, Babá Toloji, Andrea Mendes, Eliane Potiguara, Daniel Munduruku, Márcia Kambeba, Auritha Tabajara e Cristino Wapichana

O título do programa foi inspirado em texto escrito por Lélia Gonzales.  

“Portanto, a Améfrica, enquanto sistema etnogeográfico de referência, é uma criação nossa e de nossos antepassados no continente em que vivemos, inspirados em modelos africanos. Por conseguinte, o termo amefricanas/amefricanos designa toda uma descendência: não só a dos africanos trazidos pelo tráfico negreiro, como a daqueles que chegaram à AMÉRICA muito antes de Colombo. Ontem como hoje, amefricanos oriundos dos mais diferentes países têm desempenhado um papel crucial na elaboração dessa Amefricanidade que identifica, na Diáspora, uma experiência histórica comum que exige ser devidamente conhecida e cuidadosamente pesquisada. Embora pertençamos a diferentes sociedades do continente, sabemos que o sistema de dominação é o mesmo em todas elas, ou seja: o racismo. Essa elaboração fria e extrema do modelo ariano de explicação, cuja presença é uma constante em todos os níveis de pensamento, assim com parte e parcela das mais diferentes instituições dessas sociedades”. (Lélia Gonzales, 1988)

Ficha técnica:

Câmera e som: Kleber Casablanca e Diego Riquelme 

Som: Maria Angélica Lemos e Natasha Rodrigues

Edição e finalização: Larah Camargo

Secretaria Executiva de Comunicação da Unicamp: Peter Schulz, Luiza Moretti e Jorge Calhau