Dirceu Noriler será o novo diretor FEQ

Aconteceu na tarde de quinta-feira (19), no auditório da Faculdade de Engenharia Química (FEQ), a cerimônia de posse do professor Dirceu Noriler para a direção da Faculdade no quadriênio 2022-2026. O evento foi presidido pelo reitor Antonio José de Almeida Meirelles e contou com a presença de docentes e funcionários da FEQ, além de representantes da administração central, como a coordenadora geral da universidade Maria Luiza Moretti e o pró-reitor de Extensão e Cultura, Fernando Coelho. Os atuais diretor, professor Edson Tomaz, e diretora associada, professora Ângela Moraes, deixam as funções no dia 22 de maio. 

Um dos desafios identificados por Dirceu Noriler, que terá como diretor associado o professor Leonardo Vasconcelos Fregolente, foi a implementação do novo Projeto Pedagógico do Curso (PPC), cujo  desenvolvimento aconteceu de forma bastante participativa da parte da comunidade da Faculdade. 

Outro desafio mencionado pelo novo diretor foi a elaboração de atividades extensionistas. “A curricularização da extensão é um desafio, mas também uma oportunidade de estreitar a relação com a sociedade”, destacou. Segundo Noriler, a FEQ está entre os três melhores centros de Engenharia Química da América Latina, de acordo com rankings recentemente divulgados. “O objetivo é torná-la ainda mais atrativa e inovadora”, afirmou.   

##
Cerimônia de posse do professor Dirceu Noriler para a direção da Faculdade no quadriênio 2022-2026 aconteceu na quinta-feira (19)

“Não tive dificuldades para desempenhar a função devido ao profissionalismo e espírito colaborativo dos servidores da Faculdade. Hoje o dia é exclusivamente para a gratidão”, declarou Edson Tomaz em seu discurso. Ele fez questão de agradecer aos profissionais da saúde da Unicamp pelo empenho na assistência e controle da pandemia e também aos diversos setores administrativos da Universidade como a Diretoria Geral da Administração, Recursos Humanos e outros. 

Os últimos anos, segundo Tomaz, foram de muitas lições aprendidas. Crises sem precedentes e incertezas demandaram um esforço significativo dos gestores universitários. Ele citou os cortes de verbas, a instabilidade financeira e a onda de obscurantismo nacional. “A pandemia exigiu garantir a segurança de todos sem interromper os processos acadêmicos e administrativos. Os docentes se desdobraram e fizeram sacrifícios pessoais e, portanto, a eles, meu agradecimento especial”, relatou. 

O reitor Antonio Meirelles elogiou a ousadia demonstrada pela Faculdade em sua história. Ressaltou a criação de um Laboratório de Biocombustíveis e a lista de prêmios recebidos pelos seus docentes. “O papel da FEQ sempre foi de colaboração com a administração central. Edison Tomaz vai colaborar com a administração da Funcamp e também nas ações da Área de Produtos Controlados”, apontou. 

Imagem de capa

Dirceu Noriler terá como diretor associado o professor Leonardo Vasconcelos Fregolente
Dirceu Noriler terá como diretor associado o professor Leonardo Vasconcelos Fregolente