Pacientes da oncologia ganham micropigmentação de sobrancelhas

O tratamento quimioterápico para diversos tipos de câncer frequentemente faz com que os pacientes percam cabelo, cílios e sobrancelhas. Desde 2018, a esteticista Karina Franz integra do projeto voluntário internacional Pague com um Sorriso (Pay with Smile), fundado pela Phiacademy, da Sérvia.

O projeto é dedicado à reconstrução de sobrancelhas de pacientes oncológicos, que sofreram queimaduras no rosto ou que sofrem de alopecia. Em contato com a Central de Captação Amigos do HC, Karina doou 15 procedimentos de micropigmentação de sobrancelhas, durante um ano, a pacientes atendidas no ambulatório de oncologia.

A sobrancelha é um detalhe que mexe com a autoestima da mulher. Muitas chegam aqui cabisbaixas. Depois do procedimento, quando se olham no espelho, o impacto é muito grande. É algo transformador”, relata Karina, proprietária da Kest Estética e Sobrancelhas.

A primeira paciente do HC atendida por Karina, no dia 12 de novembro, foi Maria Aparecida Lopes. A triagem das pacientes está sendo feita pelas assistentes sociais da oncologia, Gina de Sousa e Rosana Fontana. Para a reconstrução das sobrancelhas fio a fio, chamada de microblading, a paciente deve ter autorização médica.

A esteticista usa a simetria e a harmonização facial para desenhar, na camada superficial da pele, os fios que imitam a sobrancelha. O procedimento dura em torno de uma hora. Entre 18 e 24 meses o próprio organismo absorve e elimina o pigmento. “É um trabalho artesanal e artístico. Com o fim do tratamento clínico, os fios nascem no local do desenho. Fica bem natural”, comenta Karina.

Matéria original publicada no site do HC da Unicamp.