Atividades didáticas na FOP estão próximas da normalização

O retorno presencial das atividades na Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP) da Unicamp vem acontecendo, de forma gradual e segura, desde maio de 2021. A retomada seguiu as medidas de prevenção na assistência a pacientes e cuidados com alunos e profissionais de saúde. Atualmente, a Instituição está com suas atividades quase totalmente normalizadas. Desde o início da pandemia, a FOP manteve as pesquisas consideradas essenciais e, de forma remota, as atividades didáticas. 

Para um retorno presencial seguro, foram realizados, através de videoaulas, cursos obrigatórios de treinamento para alunos e servidores. Por meio de vídeos, foram informados os protocolos de segurança adotados pela Universidade. A FOP também ofereceu treinamento para professores, funcionários e alunos envolvidos com atividades clínicas, reforçando as normas de segurança: lavagem das mãos, mudanças de hábitos, e, sobretudo, paramentação e desparamentação de EPIs, bem como preparo do ambiente de trabalho com uso de barreiras de proteção.

Reestruturação da Clínica

Atendendo as orientações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que determinou a readequação dos processos de trabalho para diminuir a disseminação da Covid-19, a Clínica Odontológica de Graduação foi totalmente reestruturada e ampliou a área individual de cada consultório. O número de consultórios odontológicos para atendimento à comunidade foi reduzido. Após a reforma, o espaço abriga 35 consultórios odontológicos totalmente equipados, com cadeira odontológica, computador de acesso para alunos e docentes, pias e armários planejados e filtros de renovação de ar Hepa. Todos os consultórios são vedados com vidros e esquadrias. Segundo a professora Adriana de Jesus Soares, Coordenadora do SICOD (Sistema Integrado de clínicas odontológicas), o dimensionamento da área visou aproveitar ao máximo o espaço da clínica, que tem uma área de quase 700m2.

 “Para otimizar o trabalho, a unidade adquiriu o equipamento CAD/CAM e um scanner intraoral de referência no mercado, que garante máxima precisão na execução de peças protéticas. Neste mês, servidores docentes e não docentes estão realizando treinamento com os equipamentos, que propiciarão atendimento odontológico digital, com mais rapidez e precisão”, diz o diretor associado, professor Flávio Henrique Baggio Aguiar. De acordo com Aguiar, os gastos com a reforma ultrapassaram 800 mil reais. Os recursos vieram da Reitoria da Unicamp. Todo o processo de compra e contratação de serviços necessários para a adequação da clínica foi realizado pela Fundação de Desenvolvimento da Unicamp (Funcamp). Coube à diretoria e à coordenadoria do campus o acompanhamento das obras. A adequação teve início em outubro de 2020 e as obras deverão ser encerradas neste mês.

Graduação

A pandemia de Covid-19 fez com que o atendimento da FOP ocorresse de forma remota por 14 meses, o que criou alguns gargalos. “Para que esses problemas sejam eliminados tão rapidamente quanto possível, começamos a nos preparar para atividades noturnas de atendimento aos pacientes, com início previsto para março de 2022, como já acontece nas aulas práticas laboratoriais”, explica o coordenador associado de graduação, professor Luis Roberto Marcondes Martins. 

 As atividades de graduação estão sendo escalonadas, visando a manter o distanciamento social. As atividades de clínica foram retomadas, primeiramente para os alunos que estavam fora de fase e, recentemente, em todas as atividades do quinto ano. “Para 2022, com a inauguração da nova clínica, todas as disciplinas clínicas represadas durante o período da reforma serão oferecidas no período noturno. Isso possibilitará o atendimento clínico. Será um novo momento da FOP, visto que nunca houve aula noturna na Unidade. Será algo provisório, apenas durante o período necessário para repor as atividades represadas em função da pandemia”, explica o coordenador de graduação, professor Wander José da Silva.

Os alunos do quinto, quarto e terceiro ano deverão se revezar neste período. Para que a FOP desenvolva atividades no novo período, é necessário que sejam cumpridos alguns requisitos mínimos, como esterilização adequada dos materiais, funcionários para prover à clínica, alimentação adequada, segurança no campus, entre outros itens. Todo o processo está em andamento e análise. Tanto a Diretoria da FOP como a Reitoria estão empenhadas para resolver essas questões.

Matéria original publicada no site da Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP) da Unicamp.