Soraya El Khatib é eleita Empreendedora do Ano da Unicamp

A empresária campineira Soraya El Khatib foi a vencedora do Prêmio Empreendedor(a) do Ano da Unicamp, anunciado no 16º Encontro Anual Unicamp Ventures realizado nesta quinta-feira (21/10) na Inova Unicamp. Com trajetória voltada para o impacto socioambiental, a farmacêutica tem se dedicado ao desenvolvimento de um gel nasal natural para combater a Covid-19. O fármaco, desenvolvido a partir da artemísia, apresenta potencial para ser um aliado tão ou mais eficaz do que a máscara.

Fundadora e CEO da empresa-filha da Unicamp S Cosméticos do Bem, Soraya foi selecionada entre quatro iniciativas finalistas do Prêmio Empreendedor(a) da Unicamp, realizado pela Inova Unicamp em parceria com o grupo Unicamp Ventures. Formada na Incubadora de Empresas de Base Tecnológica da Unicamp (Incamp), Soraya foi uma das responsáveis pelo lançamento, em 2020, do primeiro dermofitocosmético sustentável no mercado brasileiro registrado pela ANVISA. Seu novo produto, um cicatrizante e com propriedades rejuvenescedoras à base de Artemisia annua - planta de origem asiática que foi adaptada ao clima do Brasil na década de 70 -, foi desenvolvido a partir de uma tecnologia de extração supercrítica patenteada pela Unicamp.

Para a empresária, que diz “carregar o empreendedorismo no DNA”, ter sido a primeira mulher e ex-aluna da Unicamp a ganhar o título de Empreendedora do Ano mostra o potencial de liderança feminina nas startups e empresas. A S Cosméticos do Bem é formada em sua maioria por mulheres. “As mulheres são mais resilientes e multifuncionais. O que nos falta são oportunidades”, diz Soraya. Em 2020, a startup ficou entre as dez principais empresas de biotecnologia da plataforma 100 Open Startups.

A trajetória empreendedora de Soraya começou aos 5 anos, misturando os perfumes da mãe para produzir novas fragrâncias. Aos 8 já produzia peças de teatro e pintava camisetas para vender aos amigos. Na adolescência, o sonho mudou. Soraya queria ser médica, mas não passou no vestibular com a primeira opção e foi cursar Ciências Farmacêuticas. “A farmácia me trouxe mais possibilidades que a medicina, principalmente com o empreendedorismo.”

O mestrado e o doutorado em Biologia Funcional e Molecular na Unicamp vieram na sequência, como um caminho natural à docência, mas a trajetória acadêmica reservava um encontro especial para a redescoberta da vocação. “Sempre quis empreender, é algo que vem dos meus antepassados, pois meu avô era um empreendedor. Depois de formada, fui ser professora e viajei muito, antes de montar a empresa.”

Soraya viu a oportunidade se concretizar com o apoio do ecossistema empreendedor da Unicamp. “A professora Maria Angela Meireles tinha essa cultura empreendedora e me indicou a Inova, que também ajudou muito nesse processo.” Em 2011, a S Cosméticos do Bem foi fundada. Em 2015, tornou- se uma empresa de base tecnológica e esteve incubada na Incamp até o ano passado. “A S Cosméticos do Bem nasceu com o propósito de desenvolver produtos inovadores, verdadeiramente sustentáveis, a partir de tecnologias limpas e com o máximo aproveitamento da matéria prima vegetal.”

Seguindo a tendência Farm to Face (“fazenda para o rosto”), a startup acompanha todo o processo, desde o plantio da matéria-prima ao resíduo produzido. Soraya se orgulha ao informar que os produtos geram apenas 2% de carbono e destaca que eles, além de tudo, podem ser reciclados. Os resíduos sólidos gerados na extração dos bioativos da artemísia podem ser usados como carvão vegetal para a indústria ou na produção de tijolos ecológicos.

Em 2021, a startup recebeu apoio da Biotech Town, Eretz Bio e Senai Inovação. O desafio de Soraya se concentra, agora, em escalar mercado e tecnologia. Ela busca novas parcerias para seguir com os testes do gel nasal contra a Covid-19, ao mesmo tempo em que trabalha para ampliar a negociação com empresas, no modelo B2B. “Alcançamos resultados inéditos para um produto natural, com inibição de 99,9% do vírus. Ainda estamos na fase pré-clínica e temos um longo desafio pela frente.”

O custo desse desafio foi avaliado por Soraya em 5 milhões de reais. Esse é o valor necessário para a realização dos testes necessários para a aprovação do novo produto antiviral. Ainda que o caminho seja longo, a empreendedora não desanima. “Empreender é investir nosso tempo e dinheiro hoje para colher os frutos no futuro.”

Matéria original publicada no site da Agência de Inovação Inova Unicamp. 

Imagem de capa

Fundadora e CEO da empresa S Cosméticos do Bem é a primeira mulher a ganhar o prêmio que homenageia o talento de empreendedores à frente das empresas-filhas da Universidade
Fundadora e CEO da empresa S Cosméticos do Bem é a primeira mulher a ganhar o prêmio que homenageia o talento de empreendedores à frente das empresas-filhas da Universidade