Reitoria assegura reabertura de 10 leitos da UTI COVID com nova empresa de médicos

A superintendência do Hospital de Clínicas da Unicamp reabriu nesta segunda-feira (05-07), os 10 leitos de UTI COVID desativados no dia 10 de junho, devido ao cancelamento do contrato por descumprimento de cláusula contratual com a empresa responsável pelos médicos. A partir da reabertura uma nova empresa, com sede em São Paulo, assume com médicos os 10 leitos. Foram pesquisadas no mercado mais de 10 empresas, sendo que a maioria não possuía médicos intensivistas disponíveis.

A contratação da empresa com os médicos intensivistas foi garantida pela reitoria da Unicamp e contou com uma força tarefa integrada pela Diretoria Executiva da Área da Saúde (DEAS), pela superintendência do HC e pela Fundação de Desenvolvimento da Universidade de Campinas (Funcamp).

Já o custeio com contratações de profissionais de enfermagem e fisioterapia, medicamentos e insumos médico-hospitalares para UTI COVID serão garantidos pela Secretaria de Estado da Saúde por 90 dias. A reitoria também vem assegurando recursos financeiros destinados à compra de EPIs, medicamentos e insumos e materiais médico-hospitalares.

Matéria original publicada no site do Hospital de Clínicas (HC) da Unicamp.  

Imagem de capa

São leitos desativados no início de junho devido ao cancelamento de contrato por descumprimento de cláusula com a empresa responsável pelos médicos
São leitos desativados no início de junho devido ao cancelamento de contrato por descumprimento de cláusula com a empresa responsável pelos médicos