HC emite nota oficial sobre restrições no PS e cirurgias eletivas

NOTA OFICIAL

A superintendência do Hospital de Clínicas (HC) da Unicamp solicitou nesta terça-feira (01/06), aos órgãos reguladores como a Central Estadual de Regulação de Vagas (CROOSS), aos serviços de resgate das rodovias da RMC, ao SAMU, aos bombeiros, às prefeituras da região e ao grupamento Águia da PM, a suspensão por 48 horas, de encaminhamento de pacientes para a Unidade de Emergência Referenciada (PS).

A medida se deve devido a superlotação do PS, que está trabalhando com 295% da capacidade operacional, o que inclui, as duas salas de emergência (Vermelha), destinadas à estabilização dos pacientes graves que chegam à unidade. As UTIS COVID e não COVID também estão lotadas e sem capacidade de giro de leitos.

No momento, a Unidade de Emergência Referenciada (PS) está com 62 pacientes, sendo 38 com indicação de internação em enfermarias. Cinco pacientes graves estão intubados aguardando leitos de UTI. Nos últimos dias, houve um aumento expressivo de procura espontânea de casos com síndromes respiratórias e de outras doenças que lotaram a Unidade.

A superintendência do Hospital de Clínicas (HC) da Unicamp também decidiu suspender a partir de hoje (01-06), as internações e cirurgias eletivas até o dia 07 de junho (segunda-feira), para dar vazão aos pacientes do PS e das UTIs.

Campinas 01 de junho de 2021

Assessoria de Imprensa HC Unicamp

 

Leia nota publicada no site do Hospital de Clínicas da Unicamp. 

Acompanhe a entrevista coletiva realizada na manhã desta quarta-feira (2), coordenada pelo superintendente do HC Antonio Gonçalves de Oliveira Filho: