DeDH e Educorp oferecem curso para atendimento ao público na perspectiva dos direitos humanos

A Escola de Educação Corporativa (Educorp) em parceria com a Diretoria Executiva de Direitos Humanos (DeDH) iniciaram esta semana uma experiência piloto para capacitar servidores técnicos e administrativos que atuam, em especial, no atendimento ao público. O objetivo é oferecer elementos para que esses profissionais desempenhem suas funções segundo as normas internas e externas do ponto de vista do respeito aos direitos humanos.

O curso “Atendimento na perspectiva dos Direitos Humanos” tem a duração de nove horas/aula, divididos em seis encontros de 1h30 cada. A primeira turma acontece de forma on line e tem como instrutores funcionários que, durante o ano de 2019, passaram pelo curso de “Formação de servidores em práticas inclusivas na Universidade”, com aulas teóricas e oficinas para a definição de conteúdos e materiais.

A ideia, segundo a diretora da Educorp Monica Rovigati, é abrir novas turmas após esta primeira experiência. Espera-se com isso que haja um compromisso ético dos servidores técnico e administrativos com os pactos e diretrizes assumidos pela Unicamp em relação aos Direitos Humanos. “Outro aspecto seria o engajamento do quadro de funcionários na disseminação da Cultura da Paz e de Respeito à Dignidade Humana entre a comunidade universitária e sociedade”, explica

A diretora-executiva de Direitos Humanos, professora Néri de Barros Almeida, complementa que entre os resultados esperados está a busca pelas relações mais harmoniosas e menos conflituosas no ambiente universitário. “É importante também a compreensão das técnicas de mediação de conflito e ciência de sua eficácia em ambientes colaborativos, além da melhoria na qualidade do atendimento ao público, a partir de princípios e condutas de inclusão, respeito à diversidade, tolerância e sustentabilidade”, argumenta.

Participantes durante a primeira aula do curso on line iniciado esta semana
Participantes durante a primeira aula do curso on line iniciado esta semana : experiência piloto

As organizadoras do curso contam que as ações educativas em direitos humanos com a Educorp têm origem em 2017, quando a universidade tomou uma série de decisões em favor do aprofundamento de seu compromisso com o respeito à dignidade humana, em especial, a aprovação das cotas étnico-raciais e o vestibular indígena. Houve também a adesão ao Pacto Universitário pela Promoção do Respeito à Diversidade, Cultura da Paz e Direitos Humanos, uma iniciativa do Ministério da Educação e Ministério da Justiça e, além disso, foram criados Grupos de Trabalho para discutir o racismo, a violência de gênero e a inclusão de indígenas e de pessoas com deficiência.

Ao mesmo tempo, relata a diretora-executiva, realizou-se discussões para a coordenação dessas políticas de inclusão que deram origem à criação da Diretoria Executiva de Direitos Humanos, cuja finalidade é “garantir que na Universidade Estadual de Campinas sejam praticadas ações que assegurem a valorização da Tolerância, da Cidadania e da Inclusão garantindo a diversidade, a pluralidade e a equidade de seus membros” (Deliberação Consu 04/2019).

O contexto de discussão da inclusão, da cultura de paz e dos direitos humanos levou a Educorp e a DeDH a conceber um projeto de capacitação voltado para todos os funcionários da Unicamp. “Essa capacitação visa propiciar que servidores técnicos administrativos atuem em consonância com esses princípios em seus respectivos processos de trabalho, a partir de procedimentos e condutas definidas institucionalmente”, atesta a professora.

Com essas iniciativas, analisa Néri de Barros, a expectativa é que a Unicamp atue com base nos direitos da pessoa humana preconizados, sendo lócus de práticas cotidianas inclusivas para grupos minoritários e vulneráveis baseadas no respeito, tolerância, rejeição da violência, generosidade, diálogo, sustentabilidade e solidariedade.

Conteúdo do curso: Fundamentos dos direitos humanos; Legislações nacionais e normas internas; Assédio Moral; Racismo; Gênero; Acessibilidade e Saúde mental.

 

Objetivos do curso:

1 - Promover uma educação voltada para o paradigma dos direitos humanos, desenvolvendo no aluno um olhar técnico, prático e crítico em relação aos imperativos do respeito à dignidade humana no contexto atual.

2 - Apresentar legislações, conhecimentos e práticas pautados em diretrizes dos direitos humanos aos servidores que realizam atendimento ao público.

3 - Apresentar as relações de trabalho a partir dos procedimentos e condutas definidas institucionalmente e em consonância com as políticas internacionais de respeito à dignidade humana, cultura de paz e sustentabilidade socioambiental.

4 - Contribuir com o objetivo estratégico da Unicamp: Aprimorar o acesso, permanência e desenvolvimento acadêmico, profissional e pessoal como mecanismo de promoção de igualdade e diversidade (Planes 2016-2020).

Imagem de capa

tirinha do personagem Armandinho sobre Direitos Humanos
Armandinho, personagem de quadrinhos criados por Alexandre Beck, é conhecido por ser militante pelos direitos humanos