RH do HC implanta mudanças e ações para garantir a segurança e saúde dos funcionários durante pandemia de Covid-19

Ser uma área estratégica para o Hospital de Clínicas da Unicamp na administração, desenvolvimento e valorização do capital humano. Essa é a missão da Divisão de Recursos Humanos do HC Unicamp que nesses meses de combate à Covid-19 se viu desafiada a implementar mudanças para garantir a segurança e a saúde mental aos colaboradores do hospital.

“Durante a pandemia de Covid-19, dobraram os atendimentos do RH do HC relacionados à Covid-19 e à saúde mental. Tratamos todos os nossos três mil funcionários de forma igual. Como as pessoas são diferentes, conflitos existem e procuramos fazer o melhor para o funcionário e para a instituição”, revela Maurício Thomé, coordenador da Divisão de RH do HC Unicamp.

De acordo com Nádia Zamariola Milani, psicóloga do trabalho do RH do HC, para quem trabalha na área da saúde, permanecer em casa durante a quarentena é algo impossível. Apesar de todas as recomendações disseminadas à exaustão pela mídia, quem atua no HC Unicamp vem trabalhar todo dia. Pensando em como o funcionário pode se cuidar, mesmo trabalhando, o RH do HC lançou, ainda no mês de junho, o Guia Saúde Mental em Tempos de Coronavírus para Profissionais da Saúde.

“Pegar o ônibus fretado para vir trabalhar, antes da pandemia, era uma tarefa simples para o funcionário. Com a divulgação dos folders informativos, pudemos apoiar nosso público interno no enfrentamento da crise que estamos vivenciando e reduzir os impactos na saúde mental. O profissional de saúde deve estar bem para atender o outro bem. É possível trabalhar com segurança dentro do HC”, afirma Nádia.

Segundo Christian Dias, coordenador do Serviço de Desenvolvimento de Pessoal do RH do HC, a realocação de funcionários, a redução no atendimento ambulatorial, o treinamento para uso correto de Equipamentos de Proteção Individual e as incertezas sobre os locais de maior risco de contaminação, trouxeram insegurança e desconhecimento aos funcionários o gestores.

“Foi um momento conturbado e estressante para a área assistêncial do hospital. Por isso, não nos limitamos apenas a essa ação, mas também divulgamos outros projetos em andamento na Unicamp e, como a parceria com a Faculdade de Ciências Médicas (FCM), o Grupo de Apoio Virtual a Profissionais de Saúde (GAPS), o Grupo Balint e o grupo de Atendimentos de Escuta Psicanalítica online, entre outros”, comenta Christian.

“Aqui no RH não atendemos os funcionários no sentido de identificar os transtornos, mas damos o encaminhando para o Cecom, para a Medicina do Trabalho da Unicamp e até para atendimentos fora da Universidade. Queremos que eles se sintam apoiados e capazes de pedir ajuda para continuar ou retornar ao trabalho, além de conscientizarmos o maior número possível de funcionários das ações que há na Universidade e no HC, nesse momento”, explica Nádia.

Cenário pós-Covid

Pensando num cenário de retomada das atividades da Universidade, a equipe de RH do HC pretende manter alguns das ações implementadas durante a pandemia e que foram positivas para os empregados e para a administração do hospital, como a marcação de férias online e o atestado digital. Na área da saúde mental, em setembro, o RH pretende estender a campanha Janeiro Branco e reforçar as ações de prevenção ao suicídio. Há, ainda, a proposição de oferecer cursos de capacitação pela Educorp para funcionários e gestores.

“O RH é visto como burocrático, mas é o local onde as pessoas podem tirar suas dúvidas, resolver conflitos e trazer novas demandas. A Universidade pode aprender com o profissional de RH e o próprio HC tem conteúdos, campanhas e ações que podem ser amplamente disseminadas para a Unicamp”, complementam Maurício, Nádia e Christian.