Aluno da Unicamp ajuda a criar aplicativo de apoio à saúde mental de profissionais da saúde na linha de frente do combate à Covid-19

##

O aluno Thiago Tonus, estudante de Administração Pública na Faculdade de Ciências Aplicadas (FCA) da Unicamp, em Limeira participou de um hackathon e, junto com outros cinco profissionais, desenvolveu uma proposta de apoio psicológico através de uma plataforma digital para aqueles que estão na linha de frente no combate à pandemia de Covid-19. Pelo aplicativo Ampara App, profissionais da saúde podem encontrar psicólogos disponíveis para atendê-los de forma gratuita durante e após a pandemia.

Durante 11 dias, a equipe se dedicou a desenvolver uma solução para o desafio: "Como manter o contato e apoio à saúde mental durante o isolamento?". O desafio foi proposto na Edição de 2020 do Hack for Good da empresa Shawee em parceria com a Twilio, empresa especialista em API's, e realizado totalmente on-line durante o mês de abril desse ano.

Depois de várias pesquisas o grupo decidiu atacar o problema vivido por médicos, enfermeiros e todos os agentes de saúde envolvidos no combate à Covid-19. Segundo Thiago, esses profissionais são bombardeados de informações negativas, lidam com o sofrimento das pessoas e precisam lidar com o fato de serem considerados heróis e espera-se que estejam bem em todo o momento. "Se não bastasse isso, em suas casas foram obrigados a ocupar quartos separados de seus familiares e não podem muitas vezes compartilhar seus sentimentos, pois isso envolve, em alguns casos, o juramento que fizeram sobre sigilo em relação aos seus pacientes", explica o estudante.

Para ele, foi um desafio pensar em uma solução em meio a uma pandemia. "Fizemos as reuniões totalmente on-line e usamos primeiro pessoas conhecidas para validar nossas hipóteses. Agora queremos expandir o projeto. Podíamos ter pensado em muitas outras soluções, mas os impactos na saúde mental não são só no curto prazo, mas no médio e no longo podem ser devastadores para esses profissionais" comenta Thiago.

A equipe desenvolveu o Ampara App que promove o bem-estar e a saúde mental destes profissionais, criando uma rede de apoio psicológica e colaborativa. A solução ficou em 2º Lugar na competição. Nesse primeiro momento o projeto, que agora já é uma startup, quer atender o máximo de pessoas possível, já que a estrutura foi em boa parte desenvolvida durante o Hackathon e agora precisa apenas disponibilizar para a população.

Os psicólogos que se inscreverem como voluntários além de ajudarem esses profissionais vão ganhar uma plataforma exclusiva de atendimento remoto e poderão posteriormente utilizar o aplicativo para suas outras consultas. O projeto já está concorrendo à investimentos de organizações de fomento nos Estados Unidos e procura novas formas de financiar o aplicativo.

A Twilio, patrocinadora do Hackathon do qual a solução nasceu já está apoiando o projeto, bem como a Rede de Apoio Psicológico criada por psicólogos de todo o Brasil para dar assistência na parte dos voluntários. O objetivo do Ampara App nesse momento é chegar a mais pessoas. Portanto, profissionais de saúde ou psicólogos voluntários podem acessar o aplicativo e se cadastrar para mais informações. Os interessados em apoiar o projeto devem entrar em contato por e-mail.  

O que é um hackathon?

Hackathon, termo eventualmente aportuguesado para "hackaton," é uma maratona de programação na qual hackers se reúnem por horas, dias ou até semanas, a fim de explorar dados abertos, desvendar códigos e sistemas lógicos, discutir novas ideias e desenvolver projetos de software ou mesmo de hardware.

 

Imagem de capa

Imagem da tela do computador com aplicativo Zoom com seis pessoas que compõem a equipe que desenvolveu aplicativo
Depois de várias pesquisas o grupo decidiu atacar o problema vivido por médicos, enfermeiros e todos os agentes de saúde envolvidos no combate à Covid-19