Unicamp está entre as 100 melhores universidades dos países de economia emergente

Em ranking divulgado nesta terça-feira (18) pelo Times Higher Education (THE), a Unicamp foi classificada como uma das 100 melhores universidades dos países de economia emergente. Ela está na 55º posição.  A Universidade de São Paulo (USP) obteve o melhor desempenho entre as instituições de ensino superior brasileiras, na 14º colocação.

“É importante uma posição de destaque entre as 100 melhores universidades de economias emergentes. Há milhares de universidades no mundo, e estar entre as 100 melhores é motivo de orgulho, junto com outras universidades públicas brasileiras”, avalia o reitor da Unicamp, Marcelo Knobel.

As instituições públicas de ensino, como observa o reitor, são a grande maioria entre as universidades brasileiras que constam no ranking geral. O THE classificou 533 instituições de ensino. Entre estas, 46 são brasileiras, sendo 39 públicas, o que representa 85%. O Brasil, de acordo com a classificação, teve o terceiro melhor desempenho, ficando atrás apenas da China e da Índia.

O ranking

O ranking do THE utiliza como parâmetro de análise índices de ensino, pesquisa, transferência de conhecimento e internacionalização. Um total de 47 países entrou no ranking das economias emergentes, tanto aqueles classificados como emergentes avançados, como no caso do Brasil, quanto os classificados como emergentes secundários e de fronteira. 

Imagem de capa

Universidade Estadual de Campinas | Foto: Antonio Scarpinetti
Universidade Estadual de Campinas | Foto: Antonio Scarpinetti