Comvest registra 17 mil inscritos e mantem demanda na modalidade Enem

A Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp (Comvest) está divulgando o balanço das inscrições no processo seletivo Enem-Unicamp 2020. A modalidade utiliza apenas as notas obtidas pelos candidatos no Enem, para ingresso nos cursos de graduação da Unicamp, e tem a maior parte das vagas direcionada a estudantes de escolas públicas. No total, 17.367 estudantes se inscreveram este ano na modalidade, distribuídos nas três categorias de inscrição: estudantes que cursaram todo o ensino médio na rede pública (11.887 inscritos); estudantes autodeclarados pretos e pardos (2.150 inscritos); e estudantes de escolas públicas que também sejam autodeclarados pretos, pardos ou indígenas (3.330 inscritos). O número é praticamente o mesmo registrado no ano anterior, primeira vez em que a Unicamp ofereceu a modalidade e quando 17.977 estudantes se inscreveram. A tabela com o total de inscritos por curso e a relação candidatos-vaga está disponível na página eletrônica da Comvest: www.comvest.unicamp.br.

Entre os cursos mais procurados estão: Medicina (Integral), Arquitetura e Urbanismo (Noturno), Comunicação Social - Midialogia (Integral), Ciências Biológicas (Integral), Ciência da Computação (Noturno), Enfermagem (Integral), Ciências Econômicas (Noturno), História (Integral), Farmácia (Integral) e Odontologia (Integral).

São oferecidas 639 vagas pelo processo Enem-Unicamp 2020 e os candidatos puderam fazer até duas opções de curso. Os estudantes concorrem com as notas do Enem 2019 e 2018. As inscrições foram realizadas entre outubro/novembro e o Edital com as regras do processo está disponível na página da Comvest na internet.

Assim como no Vestibular Unicamp, para ter direito às cotas por critério étnico-racial, os estudantes autodeclarados pretos ou pardos deverão possuir traços fenotípicos que os caracterizem como negro, de cor preta ou parda. Caso aprovados, eles deverão assinar e entregar uma declaração no ato da matrícula, de acordo com o Edital. Os optantes pelas vagas indígenas também deverão apresentar a declaração.

Candidatos que tenham concluído algum curso de graduação ou pós-graduação em instituição pública (federal, estadual ou municipal) não podem concorrer nessa modalidade.

Provas
As provas do Enem são de responsabilidade do Instituto Nacional de Ensino e Pesquisa Anísio Teixeira (INEP), vinculado ao Ministério da Educação. Para a seleção nessa modalidade, a Unicamp vai considerar as notas dos candidatos nas provas de Redação, Matemática, Linguagens e Códigos, Ciências da Natureza e Ciências Humanas informadas pelo INEP. 

Convocação
Haverá até cinco chamadas para matrícula, seguindo o mesmo calendário de matrículas do Vestibular Unicamp 2020. A matrícula será realizada em duas etapas: as três primeiras virtuais (na página da Comvest) e a partir da quarta chamada, de forma presencial, na unidade sede do curso.  A primeira chamada está prevista para o dia 10 de fevereiro e será divulgada em www.comvest.unicamp.br.

Imagem de capa

Vestibular Unicamp 2020
Vestibular Unicamp 2020