Nota pública da Academia Brasileira de Ciências em Defesa da Universidade Pública, da Ciência e da Educação

NOTA PÚBLICA DA ACADEMIA BRASILEIRA DE CIÊNCIAS

Em Defesa da Universidade Pública, da Ciência e da Educação

A Universidade Pública tem prestado um inestimável serviço ao Brasil, contribuindo
para o avanço da ciência e da inovação e para a formulação de políticas públicas que
levem a um país moderno e menos desigual. A formação de profissionais qualificados
e a realização de pesquisas avançadas em medicina, agricultura, energias renováveis,
novos materiais, nanotecnologia e biodiversidade, entre outras, beneficiam a saúde
da população, a segurança alimentar, a indústria nacional e promovem um futuro
sustentável para o país. Fortalecem sua economia e seu protagonismo internacional.
É lamentável, assim, que o titular do Ministério da Educação, um dos mais importan-
tes do país, vilipendie e calunie esse grande patrimônio nacional, propagando denún-
cias não fundamentadas, que atingem brasileiros empenhados na construção do fu-
turo do Brasil. Com essa atitude, desmerece o cargo que ocupa. Deveria, pelo con-
trário, estimular os jovens a prosseguir em seus estudos e a ingressar nas instituições
que ataca.
A incontinência verbal do Ministro prejudica a nação brasileira. É hora de recuperar 
a integridade do Ministério da Educação. E de promover a Educação não apenas
como política de Estado, fundamental para o desenvolvimento nacional, mas também
como balizadora da conduta dos cidadãos e das autoridades governamentais.


Rio de Janeiro, 23 de novembro de 2019


Luiz Davidovich
Presidente da Academia Brasileira de Ciências