CIS-Guanabara ganha relevância na Bienal Sesc de Dança

De 12 a 22 de setembro, a unidade do Sesc-Campinas e mais de dez outros endereços, entre instituições parceiras e espaços públicos da cidade, receberão um panorama de criações e debates que movimentam a dança contemporânea nos dias de hoje. Nessa 11ª. edição da Bienal Sesc de Dança, mais uma vez, o CIS-Guanabara, Centro Cultural da Unicamp, se apresenta como o principal local do evento, exceto o Sesc, sediando atividades como espetáculos, instalações, performances e ações formativas. O CIS será palco, inicialmente, de 12 atrações, podendo ainda receber novas atividades. A Casa do Lago, espaço cultural instalado no campus da Unicamp, em Barão Geraldo, sediará outras duas atividades. Confira a programação no site do Sesc.  

A Bienal Sesc de Dança é uma realização do Sesc São Paulo com apoio da Prefeitura Municipal de Campinas e Unicamp. O evento reafirma seu compromisso com a difusão da produção artística nacional e estrangeira contemplando ações cênicas, entre espetáculos, instalações e performances. A curadoria do festival, formada por Cristian Duarte, Fabricio Floro, Silvana Santos, Rita Aquino e Luciane Ramos, selecionou artistas e obras, em mais de mil inscritos, sempre com a proposta de apresentar a multiplicidade do universo da dança e seus hibridismos com outras expressões artísticas, fomentando a produção e ajudando no desenvolvimento de novas criações, enquanto estreita o relacionamento com o público e amplia seu acesso.

No CIS-Guanabara, o evento, com a coordenação da agente cultural Silvana Di Blasio, tem o apoio da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (PROEC), da Unicamp. O CIS fica à Rua Mário Siqueira, 829, Botafogo, Campinas (estacionamento gratuito no local).

Serviço:
BIENAL SESC DE DANÇA
De 12 a 22 de setembro – Campinas (SP).
Sesc Campinas (Rua Dom José I, 270/333 – Bonfim, Campinas. Telefone (19) 3737-1500) e outros espaços da cidade.
Consulte a programação completa no site www.sescsp.org.br/bienaldedanca.
Venda de ingressos: Portal do Sesc e nas bilheterias do Sesc.

Leia matéria na íntegra publicada no site do CIS Guanabara.