Feagri e IA têm novos diretores

Foto Scarpa

Os professores Angel Pontin Garcia e Paulo Adriano Ronqui tomaram posse nesta quinta e sexta-feira (11 e 12) como diretores da Faculdade de Engenharia Agrícola (Feagri) e Instituto de Artes (IA) da Unicamp, respectivamente. Eles substituem Zigomar Menezes de Souza e Gracia Maria Navarro. Garcia terá como diretor associado Rafael Augustus de Oliveira, enquanto Ronqui terá ao seu lado na administração do IA Mariana Baruco Machado Andraus. As duas novas diretorias cumprirão mandato até julho de 2023.

As sessões solenes de posse foram presididas pelo reitor Marcelo Knobel e ocorreram nos auditórios das referidas unidades. Também estiveram presentes a coordenadora-geral da Universidade, Teresa Atvars, pró-reitores, diretores de unidades e órgãos, docentes, funcionários, estudantes e convidados. A primeira-dama de Campinas, Sandra Ciocci, participou da cerimônia representando o prefeito Jonas Donizette.

Ao falar sobre o período à frente da Feagri, o professor Zigomar destacou a colaboração que recebeu de toda a comunidade da Faculdade, bem como da Reitoria. O docente observou que, a despeito das dificuldades financeiras enfrentadas pela Unicamp, e consequentemente pelas unidades de ensino e pesquisa, foi possível contribuir para o avanço das atividades de ensino, pesquisa e extensão.

Foto PErri

Entre as realizações da sua gestão, ele elencou a conclusão de um novo prédio que abriga laboratórios e auditório, a renovação de equipamentos e melhoria da infraestrutura de informática e o incentivo à qualificação profissional de servidores técnico-administrativos, através de cursos oferecidos pela Escola de Educação Corporativa da Unicamp (Educorp). “Não foi possível executar tudo o que planejamos, mas saio com o sentimento de dever cumprido” afirmou o professor Zigomar, que desejou sorte ao seu substituto.

Garcia, por sua vez, declarou que assume a direção da Feagri consciente das responsabilidades do cargo. Ele disse que trabalhará pelo desenvolvimento da Faculdade e da agricultura brasileira. “Precisamos continuar formando recursos humanos altamente qualificados e fazer a defesa do ensino público gratuito e de qualidade. Meu compromisso é de trabalhar para que a Feagri continue em contínua evolução, de modo a atender os anseios da sociedade brasileira”, pontuou.

Foto PErri

IA

Em seu discurso de despedida, a professora Gracia também mencionou as dificuldades impostas pela crise orçamentária enfrentada pela Unicamp nos últimos anos, mas observou que alguns avanços foram registrados no âmbito do IA durante a sua gestão. Segundo ela, foram adotadas iniciativas importantes para superar problemas de infraestrutura, como a reforma do Paviartes, cujas obras estão em andamento e devem ser concluídas no próximo ano. Também está em curso, conforme a docente, a substituição do sistema elétrico do prédio central do Instituto.

Além disso, foram iniciados os procedimentos para a contratação de estudos hidrológicos com vistas à retomada da construção do Teatro-Laboratório daquela unidade de ensino e pesquisa. “Tanto o IA quanto a Unicamp continuaram crescendo nestes tempos de crise. Os atuais ataques à universidade pública nos deixam inquietos, mas também conscientes da responsabilidade de continuarmos formando recursos humanos qualificados e oferecendo produções artísticas de qualidade”, declarou Gracia.

Foto Perri

O novo diretor do IA reconheceu as deficiências estruturais da unidade, mas adiantou que pretende atuar para responder às principais demandas existentes. Ele se comprometeu e ampliar o diálogo com a comunidade interna em busca de “soluções colaborativas” para os problemas. Entre os compromissos assumidos por Ronqui estão a melhoria dos indicadores de qualidade, a ampliação da internacionalização do Instituto e a realização de obras que contribuam para o bom andamento das atividades de ensino, pesquisa e extensão.

Marcelo Knobel agradeceu a colaboração dos diretores que encerraram seus mandatos, tanto no que se refere à gestão de suas unidades, quanto no que toca à participação deles nos órgãos colegiados e grupos de trabalho. O reitor lembrou que a Unicamp ainda não alcançou o equilíbrio financeiro, mas que está próxima desse objetivo. “Ainda temos desafios a enfrentar, mas estou convencido de que poderemos obter avanços mesmo diante das adversidades. Quero colocar a Administração Central da Universidade à disposição das novas diretorias da Feagri e do IA para ajudar, naquilo que for possível, essas unidades a continuarem trilhando o caminho da excelência”, declarou.

Foto Perri

Imagem de capa

Cerimônias de posse de diretores da Feagri e IA
Cerimônias de posse de diretores da Feagri e IA