Fundação 1Bi disponibiliza ferramenta de aprendizado para a comunidade universitária

A Unicamp é a primeira universidade brasileira a participar do projeto Trilha de Desenvolvimento, iniciativa da Fundação 1Bi, braço social do Grupo Movile, holding que administra uma série de empresas, entre elas iFood e Sympla. O objetivo do projeto é estimular o aprendizado, via pílulas enviadas pelo WhatsApp, de competências consideradas importantes para a inserção no mercado de trabalho do futuro, independentemente da carreira. “Queremos ajudar as pessoas a se prepararem para as novas profissões. É possível que algumas delas sequer existam hoje”, afirma Matheus Fonseca, responsável pela 1B1.

De acordo com ele, a ferramenta está disponível gratuitamente para toda a comunidade universitária, especialmente alunos de graduação, que ainda estão se preparando para ingressar no mercado de trabalho. “Iniciamos nossa parceria com o segmento acadêmico pela Unicamp, por causa da nossa proximidade com a instituição e da importância da Universidade no cenário mundial da educação superior”, justifica. O Grupo Movile “nasceu” na Unicamp. O presidente da holding, Fabricio Bloisi, graduou-se em Ciência da Computação na Universidade.

Para ter acesso aos conteúdos oferecidos, o interessado precisa fazer um cadastro por meio da página do projeto. Depois, basta enviar o código de ativação do WhatsApp. “Em seguida, a pessoa já passa a interagir e a aprender”, explica Fonseca. O executivo observa que os conteúdos disponíveis, que são personalizados, foram elaborados por especialistas. Atualmente, são trabalhados os seguintes temas: Resolução de Problemas, Autoconhecimento, Inteligência Emocional, Motivação Pessoal, Liderança e Criatividade. “Uma das vantagens desse sistema é que o participante pode acessar os conteúdos quando tiver disponibilidade, como à noite ou nos finais de semana”, detalha Fonseca.

Montagem

Além dos integrantes da comunidade da Unicamp, o projeto Trilha de Desenvolvimento conta com a participação de outros usuários, que estão vinculados a diferentes empresas e instituições. “Hoje, cerca de 10 mil pessoas já acessam a ferramenta. Nosso objetivo é continuar aumentando esse público”, adianta o responsável pela 1Bi. O projeto, continua Fonseca, faz parte de um propósito maior da Fundação, que é gerar impacto social por meio do uso da tecnologia.

Um dos pilares desse compromisso é usar os recursos tecnológicos, como o WhatsApp, para ensinar de maneira eficiente. Pesquisa realizada pela McKinsey, empresa de consultoria norte-americana, aponta que pelo menos 60% da força de trabalho mundial será impactada pela inteligência artificial até 2030. “A inteligência artificial vai transformar a forma como trabalhamos. Aliás, algumas atividades passarão a ser cumpridas por robôs. Nesse sentido, precisamos desenvolver competências, principalmente na esfera comportamental, que nos diferenciem das máquinas. O Projeto Trilha de Desenvolvimento surgiu para ajudar as pessoas nesse sentido”, reforça Fonseca.

Segundo ele, não há um teste formal para avaliar o nível de aprendizado do usuário, mas este é estimulado a fazer uma avaliação dos conteúdos ao final da etapa. “É importante destacar que o participante não precisa se restringir a um ou outro tema. Desde que tenha interesse, ele pode acessar todos os conteúdos e retornar a eles sempre que sentir necessidade”, finaliza.

Imagem de capa

Comunidade da Unicamp pode usar ferramenta de aprendizado via WhatsApp
Comunidade da Unicamp pode usar ferramenta de aprendizado via WhatsApp