Marco Padilha doa três partituras para a Academia Nacional de Música da Bulgária

O compositor Marco César Padilha, funcionário da Diretoria de Cultura da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura da Unicamp, doa partitura e gravação de três obras de seu repertório à academia nacional de música da Bulgária "Professor Pancho Vladigerov", localizada em Sofia. As peças, acompanhadas de biografia do autor, passam a compor o Acervo de Música Brasileira da academia, a ser inaugurado em 26 de outubro, às 14 horas, no local. As músicas são Sonata N° 1 “Actus Tragicus” para piano (escrita entre 2003/2005), Quarteto de cordas "Deprecabitur" (em latim expiação) para dois violinos, viola, violoncelo (escrita em 2015) e Mystagogós - hommage a Olivier Messiaen para flauta transversal, clarinete, violino, violoncelo, piano e percussão (escrita em 1992), uma homenagem a Olivier Messiaen. “Estas obras são significativas em sua produção. E são obras de peso para representar a Unicamp e o Brasil no exterior numa pasta de música brasileira.”

O evento faz parte da 3ª Semana de Cultura Brasileira, realizada em Sofia, Bulgária, entre 22 e 28 de outubro, pelo Zenon Instituto Cultural, presidido por Frederico Barreto e dirigido por Nara Vasconcelos, ex-professores do Departamento de Música do Instituto de Artes da Unicamp.

Mystagogós foi escolhida entre obras de 60 compositores brasileiros para encerrar a apresentação do Conjunto de Música Nova de Zurique, na Sala Millers Studio, no Festival Internacional de Zurique – dedicado ao Brasil – em 1992.

Quarteto baseado na técnica dodecafônica (12 tons), Deprecabitur estreou em 2016 no evento CPFL Cultura. A obra foi encomendada pelo crítico João Marques Coelho. “Quando um crítico encomenda uma música é uma honra, pois é difícil porque dificilmente eles se relacionam com artistas”. Testando o artista. Que tal fazer um quarteto?

A Sonata Nº 1 para piano de Padilha foi composta para ser executada por grandes pianistas e na estreia mundial, em Campinas, contou com a interpretação da solista campineira Sônia Rubinski. “Somente a Mystagogós teve estreia no exterior. As outras duas estrearam aqui e agora irão compor este novo acervo em Sofia. É uma honra e uma grande responsabilidade ter minhas músicas representando a Unicamp e o Brasil no exterior.”

O convite, segundo o compositor, partiu de Frederico Barreto e Nara Vasconcellos, professores da Unicamp residentes na Bulgária e amigos do músico desde o início de sua história na Universidade. Padilha graduou-se na primeira turma de composição do Instituto de Artes da Unicamp, em 1984, e foi aluno de piano de Almeida Prado, docente da instituição falecido, reconhecido mundialmente. A obra Mystagogós nasce também desta relação, pois o homenageado Messiean foi professor de Almeida Prado. “Messiaen era muito místico, católico e estudioso dos cantos dos pássaros. Além de ter sido professor de Almeida Prado, me chama atenção também a admiração dele por Villa Lobos, que fazia canto dos pássaros.”

Além de receber a encomenda de um crítico, Padilha também teve suas obras elogiadas pelo professor de história da arte e crítico Jorge Coli, que destacou a forma como o compositor devolvia gestos românticos à música erudita brasileira ao compor a Sonata Nº 1. “Jorge Coli sempre esteve nas estreias de minhas músicas e receber uma crítica positiva dele ao meu trabalho é uma honra.”

Padilha formou-se no Curso Técnico de Música do Conservatório Musical Carlos Gomes pelo de Campinas. O musicista nasceu na cidade de Campinas, onde frequentou aulas de teoria musical, piano e iniciação à composição com o pianista e compositor campineiro Orlando Fagnani. Em sua trajetória, também destaca-se o aperfeiçoamento em piano, com foco em  interpretação e estilo, com a pianista Isabel Mourão.

Atualmente, Padilha atua na área de relações públicas da Diretoria de Cultura da Proec, mas nada que impeça que, longe das atividades de mestre de cerimônias na Unicamp, um convite para improvisar seja prontamente aceito, já que a improvisação é habilidade para poucos. Confira no vídeo produzido pela DCom/Proec.