Pesquisa vai identificar estresse na comunidade

estressePesquisadores do Laboratório de Estudos do Estresse do Instituto de Biologia (IB), em colaboração com a doutora Tânia Mello, do Serviço de Assistência Psicológica e Psiquiátrica ao Estudante (SAPPE), estão realizando uma pesquisa que objetiva levantar informações sobre o estresse psicossocial da população dos campi de Campinas, Limeira e Piracicaba.

A comunidade universitária (alunos, servidores e docentes) está sendo convidada a acessar um site, que disponibilizará questionários em quatro diferentes períodos de coleta de dados. A primeira coleta estará disponível ao longo do mês de junho. As demais ocorrerão ao final dos próximos semestres e os questionários poderão ser respondidos novamente por aqueles que já o tiverem feito, uma vez que haverá tanto análises transversais como longitudinais dos dados coletados. O tempo dedicado para responder os questionários é de aproximadamente 20 minutos. Para respondê-los, os voluntários devem acessar o link

De acordo com a professora Dora Maria Grassi Kassisse, coordenadora do Labeest, cada questionário é voltado a um tema relacionado ao estresse psicossocial, aos sinais de depressão, à resiliência e às estratégias de coping do individuo, e são instrumentos validados nacional e internacionalmente que possibilitarão uma avaliação do panorama da Unicamp em comparação com outros ambientes.

Ao final do estudo, os resultados serão entregues – de forma individual e sigilosa – a cada um dos entrevistados. Serão incluídos também os resultados da população como um todo, e também os significados de cada um dos escores dos questionários utilizados.

As informações obtidas devem, no futuro, subsidiar medidas de prevenção e de conscientização para uma rotina mais saudável no ambiente acadêmico da universidade.

Assista ao vídeo da aluna Heloísa Monteiro do Amaral, bolsista de iniciação científica, PIBIC-CNPq, que atua na pesquisa com apoio da Fapesp.