Conferências Fapesp 60 anos: segunda edição será sobre mudanças climáticas e biodiversidade

Conferências Fapesp

A segunda edição da série Conferências Fapesp 60 anos terá como tema "Mudanças climáticas e biodiversidade: Os avanços da ciência”. Ela será realizada no dia 21 de julho, a partir das 10 horas. Interessados em participar podem se inscrever pelo site da Fapesp. O evento será transmitido no Youtube da Agência Fapesp.

No encontro, especialistas debaterão perspectivas para a construção de uma agenda baseada em ciência capaz de integrar temas como a perda de biodiversidade e as mudanças climáticas, de buscar estratégias de adaptação e preservação e de minimizar seus efeitos para a sociedade.

A abertura será feita por Marco Antonio Zago, presidente da Fapesp, e os palestrantes serão: Carlos Alfredo Joly, membro da coordenação do Programa BIOTA-Fapesp, Paulo Artaxo, membro da coordenação do Programa Fapesp de Pesquisa sobre Mudanças Climáticas Globais, e Mercedes Bustamante, professora titular da Universidade de Brasília (UnB). A moderação será de Ronaldo Pilli, vice-presidente da Fapesp.

Para mais informações sobre a Conferência acesse o site.

Livro comemorativo
No âmbito das comemorações dos 60 anos da Fapesp, serão lançados na quinta-feira (22/07) a Introdução e o primeiro fascículo do livro “Fapesp 60 Anos – Ciência, cultura e desenvolvimento”. Voltado para um público leigo, o livro vai mostrar a excelência do trabalho que a Fapesp vem realizando e suas contribuições para o desenvolvimento social, econômico e ambiental do Estado de São Paulo. Coordenado por Carlos Vogt, que presidiu a Fapesp entre 2002 e 2007, o livro será publicado em dez fascículos digitais mensais, entre julho de 2021 e abril de 2022. Em maio de 2022, esses fascículos comporão os capítulos de um livro impresso.

No dia 22 de julho também será lançada a landing page, que dará acesso a todas as iniciativas realizadas no âmbito das comemorações dos 60 anos da Fundação, biografias dos seus dirigentes, vídeos, entre outros.
Foto: Udu-de-coroa-azul. Crédito: Léo Ramos Chaves/Pesquisa Fapesp
(Texto originalmente publicado pela Agência FAPESP)
(Hélio Costa Júnior)