Obra de Plínio Marcos tem apresentação no CIS-Guanabara

Foto de Plínio Marcos ao centro sobre um fundo amarelo
Obra do dramaturgo Plínio Marcos será apresentada no CIS-Guanabara

Nos próximos dias 12 e 13 de julho, às 19h00, no CIS-Guanabara, os atores Juliana Firmo e Euclides Franco apresentam a leitura encenada da obra Quando as Máquinas Param, do escritor e dramaturgo Plínio Marcos. A entrada é franca.

Segundo o produtor Euclides Franco, o texto, embora escrito em 1977, é bastante atual, vivido por brasileiros que integram a grande massa de desempregados do país. Neste trabalho, Plínio Marcos traduz as angústias de um casamento fragilizado pelo desemprego do marido. Em meio a ondas de demissões e a dificuldade de se conseguir emprego por conta da baixa qualificação, a única distração é jogar bola com os meninos na rua. A relação do casal, em que a mulher se torna provedora da casa e recebe ajuda de sua mãe, entra em crise diante de uma gravidez inesperada, em que o aborto surge como opção.

Plínio Marcos de Barros escreveu livros e peças de teatro que também foram levadas ao cinema, como Dois Perdidos Numa Noite Suja e Navalha na Carne, produzidos principalmente durante o regime militar. Ator, diretor e jornalista, Plínio Marcos morreu em São Paulo, em novembro de 1999.

Nos CIS-Guanabara, o evento, com a coordenação da agente cultural Helenice Vitorino, tem o apoio da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (PROEC), da Unicamp. O CIS fica à Rua Mário Siqueira, 829, Botafogo, Campinas (estacionamento gratuito no local).