“A Ecologia com Visão Sistêmica II”

Se reconhecermos a importância de obter informação de boa qualidade para viabilizar a evolução social, agora temos que falar sobre qual é a informação que é necessária nestes tempos:

  1. Temos que entender como funciona a natureza, a biosfera e o universo;
  2. Entender como o sub-sistema econômico se insere na natureza;
  3. Aprender como funciona o sistema social e suas relações com a Economia e com a Ecologia;
  4. Decifrar o funcionamento da psique humana.

  5.  
Os objetivos fundamentais do ensino e do estudo deveriam ser:
  1. Identificar os problemas prioritários dos grupos sociais e da humanidade;
  2. Entender o momento sócio-político local e mundial;
  3. Descobrir soluções para esses problemas e estratégias para implementá-las.

  4.  
Que tipo de visão e qual linguagem nos permitiria realizar este trabalho? Aqui entra a Ecologia de Sistemas, uma ciência nova que incorpora vários campos de conhecimento:
  1. A teoria geral de sistemas e a termodinâmica de sistemas abertos para fazer a interpretação física e matemática dos sistemas biológicos;
  2. A Economia Ecológica que se preocupa com a medida de todos os fluxos que cntribuem para o funcionamento nos sistemas naturais e antrópicos (contabilidade sócio-ambiental);
  3. A Economia Biofísica, uma evolução do estudo da energia e uma nova formulação de energia (exergia, emergia);
  4. A modelagem e simulação de sistemas da biosfera;
  5. A interpretação social dos diagramas dos fluxos energéticos nos ecossistemas;
  6. A revisão da Economia Política para poder discutir novos conceitos: sustentabilidade, capacidade de carga, limites de desenvolvimento e formas de ajustes a uma sociedade sustentável;
  7. Discussão pública de novos modelos de desenvolvimento (novos paradigmas culturais).

  8.  
Obviamente, estamos falando de uma ciência nova, na qual muitos cientistas em diversos países do mundo estão colocando seus esforços. A Ecologia de Sistemas está sendo ensinada e pesquisada em várias universidades. Seus materiais didáticos estão em grande evolução e demanda ainda de grandes esforços de cooperação para serem completados.

A assimilação desses conceitos poderá melhorar a interação dentro das instituições, já que permite desenvolver uma visão comum, uma capacidade de leitura e interpretação de ecossistemas naturais e humanos e avaliar o impacto das ações humanas na natureza.

Estas novas habilidades podem abrir a possibilidade de interações entre pessoas e grupos sociais diversos para discutir o modelo atual de desenvolvimento e atingir novos estágios de progresso humano (sustentável) dentro de uma sociedade madura e aberta a novas informações.

Enrique Ortega. LEIA/DEA/FEA/Unicamp (09/02/2003).

Referências:
William J. Mitsch; Sven Erik Jorgensen, 1989. “Ecological Engineering: an introduction to ecotechnology”. John Wiley & Sons.
Charles A. S. Hall (Editor), 1995. “Maximum Power: A Festschrift on Ecology, Energy, and Economy in Honor of Howard T. Odum”. University Press of Colorado.

Questões:
1. Qual a importância do estudo da psique humana para viabilizar a evolução social?
2. Como incentivar discussões públicas sobre novos modelos de desenvolvimento?
3. Como romper com a resistência de certas pessoas em discutir o tema?
4. Dar exemplo de universidades que trabalham com Ecologia de Sistemas.