VESTIBULAR 2012 Prova da primeira fase resgata universo do candidato

13/11/2011 - 15:24

Uma prova que privilegia a interpretação e a relação do estudante com o mundo externo. A descrição se refere à primeira fase do Vestibular Unicamp 2012 e foi feita por Maurício Kleinke, coordenador da Comvest – Comissão Permanente para os Vestibulares, durante entrevista coletiva à imprensa, neste domingo (13), quando 56.961 estudantes (dos 61.500 inscritos) começaram a disputa por uma das 3.444 vagas em 66 cursos da universidade e mais dois da Famerp - Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto. A prova ocorreu em 22 cidades brasileiras e teve abstenção um pouco maior que o vestibular passado: 7, 39% contra 6,86% no ano anterior. Mais fotos

Além de responder 48 questões de múltipla escolha, os candidatos tiveram que produzir três textos: um comentário para ser “postado” em um fórum de discussões na internet; um manifesto redigido na modalidade oral formal, com o tema relacionado às redes sociais, e um verbete que explicasse o significado do termo “computação em nuvem”. “Nunca mais teremos um texto inserido no cotidiano como esse” brincou Kleinke, referindo-se à morte de Steve Jobs. “As redações foram todas contextualizadas no universo dos concorrentes; esse é um ponto muito positivo do vestibular da Unicamp”, acrescentou.

Várias questões da prova foram comentadas por Kleinke e também pela coordenadora acadêmica do vestibular Fosca Leite. As questões 11 e 12, por exemplo, foram lembradas por se relacionarem com um tema bastante importante para o estado de São Paulo, que é o rio Tietê. Outras questões abordavam temas como a importância da Floresta Amazônica, a contaminação por mercúrio decorrente da atividade de extração de ouro em determinados rios, e até as pulseiras “de neón” que jovens usam em festas.

“Também é interessante notar como as áreas se relacionam na prova. Duas questões unem biologia e matemática mostrando que as análises são interligadas”,  acrescentou Fosca Leite. Algumas questões de Física forneciam a fórmula. “Essas questões não requerem que o candidato decore nada. São fornecidas todas as informações que ele precisa para trabalhar”, disse Kleinke. Na área de humanas foram abordados o movimento das Diretas Já e o conflito Israel-Palestina. Também houve questões de filosofia e sociologia.

As questões de conhecimentos gerais juntamente com a redação perfazem o total de 96 pontos. Serão eliminados do vestibular os candidatos que obtiverem nota zero na parte de Redação ou na parte de Conhecimentos Gerais. Para a segunda fase serão convocados os candidatos que obtiverem nota igual ou superior a 550 pontos na primeira fase, em número mínimo de três e máximo de oito vezes o número de vagas do curso escolhido em primeira opção.

A Comvest vai divulgar o gabarito das questões nesta segunda-feira, 14 (confira), e a expectativa da banca de redação na próxima quinta-feira, 17.  A prova já está disponível para consulta, bem como os índices de abstenção por cidade. A lista de aprovados na primeira fase será divulgada no dia 20 de dezembro juntamente com os locais de prova da segunda fase, que acontece entre os dias 15 e 17 de janeiro de 2012. As provas de habilidades específicas, para os cursos que as exigem, serão feitas entre 23 e 26 de janeiro de 2012, em Campinas. 

Celular
Nas 22 cidades em que a prova foi realizada, cinquenta candidatos foram eliminados por terem levado o celular. A recomendação da Comvest era que o aparelho não poderia ser encontrado com o candidato, mesmo que estivesse desligado. “Nosso comitê de crise já tinha avaliado o quanto o celular representa um risco por ser um instrumento de variadas formas de comunicação”, disse Kleinke.

Prova e gabarito da Primeira Fase


Abstenção

Calendário

Adicionar comentário