Hospital da Mulher - Caism é referência nacional em Método Canguru

Sérgio Marba descerra placa ao lado de autoridades do Caism
Sérgio Marba descerra placa ao lado de autoridades do Caism


O Hospital da Mulher – Caism da Unicamp é referência nacional do Método Canguru do Ministério da Saúde. A certificação ocorreu na semana passada (22), durante solenidade de descerramento de placa no hospital, acompanhada por autoridades da instituição, entre elas o superintendente do Caism, Luís Sarian, e pela comunidade hospitalar. O Método Canguru é empregado na Divisão de Neonatologia da instituição desde 2012 e deve servir de modelo a outros serviços para a capacitação de profissionais a fim de replicar o método.

Segundo o neonatologista do Caism Sérgio Marba, a iniciativa faz parte de uma política pública nacional de atenção humanizada ao recém-nascido prematuro (com menos de 37 semanas) e de baixo peso (menor que 2.300 gramas). O método prevê que o bebê prematuro seja colocado corpo a corpo com sua mãe ou com seu pai para mantê-lo aquecido. A introdução do método foi uma estratégia diante da falta de incubadoras e de atenção especializada a esses bebês no país. A técnica foi criada na Colômbia e se expandiu rapidamente para outros países.

O contato pele a pele com os pais promove ainda o fortalecimento dos bebês e dispensa então o uso de incubadoras. A prática ajuda a controlar a temperatura do bebê; diminuir o risco de regurgitação; favorecer o ganho de peso; reduzir o tempo de internação, o risco de infecções e de mortalidade; além de aumentar o vínculo com os pais e oferecer estímulo ao aleitamento materno.

 

Imagem de capa

Sérgio Marba descerra placa ao lado de autoridades do Caism
Sérgio Marba descerra placa ao lado de autoridades do Caism