Unicamp recebe convocados em segunda chamada no Vestibular

Veteranos e calouros festejam
Veteranos e calouros da FEQ festejam aprovações

A Unicamp recebeu nesta segunda-feira (19) os novos alunos convocados em segunda chamada no vestibular 2018. Eles vieram para realizar nesta manhã a matrícula presencial para os seus cursos e acabaram tendo uma recepção mais que acolhedora nas diferentes unidades de ensino e pesquisa da Universidade. 

A Comissão de Recepção da Faculdade de Educação (FE), formada por mais de 20 alunos, não deixou nada a dever. Recepcionou de modo festivo todos os ingressantes do curso de Pedagogia e das Licenciaturas de Química e Física. A comissão preparou lanches e forneceu informações aos interessados. Liz Amaral, aluna do quarto ano de Pedagogia e que integra o centro acadêmico da unidade, contou que o foco nesse ano foram os alunos, mas também os pais. “Isso porque para muitos deles esses primeiros meses são assustadores. Por isso a Unicamp tem procurado mostrar que esse processo pode se tornar menos doloroso e pode ser compartilhado.”

Alex Menezes, também da comissão de recepção da FE, revelou que, a partir do contato dos candidatos no Facebook, os veteranos tiveram a ideia de criar um grupo de WhatsApp, para troca de informações. “Está funcionando bem nesses primeiros momentos. Queremos ser pontos de apoio para esses calouros”, expôs.

Mariane Lemuchi, aprovada na FE, com a filha no colo
Mariane Lemuchi, aprovada na FE, com a filha no colo

A FE está promovendo uma programação de boas-vindas aos novos estudantes que inclui gincanas e confraternização. “Também teremos um karaokê nos próximos dias e, mais adiante, um churrasco, que já é uma tradição, desde que esse hábito foi criado pelo educador Paulo Freire”, informou Alex. Jéssica da Silva, da comissão, complementou que a FE tem bons professores e que os novos alunos podem esperar muito estudo, mas também muitas amizades e uma faculdade ativa politicamente.

Mariana Lemuchi chegou cedo para a realizar sua matrícula na FE. Veio com a sua filha de três anos, a Sofia, que orgulhosamente carregava uma placa de saudação à mãe-caloura que pretende ser professora. Mariana deseja atuar junto à rede pública, por entender que ali poderá contribuir com conhecimento qualificado para quem mais necessita. "Procuro ter essa consciência social porque é meu dever de cidadã", salientou. 

Ela fazia nutrição na Universidade Federal de Lavras-MG e, por uma adequação de trabalho do marido, mudou-se para Indaiatuba. Agora vão fazer outra mudança: virão para Campinas, desta vez para adequação dos estudos da futura pedagoga. "Acredito que a educação deve estar em todas as esferas da vida. Pra mim, ela é o princípio e a base de outras profissões. É a motivação para a saúde, para a segurança, para o trabalho”, pontuou.

Engenharia Química
O professor Antonio Carlos Luz Lisboa, coordenador do Curso de Graduação da Faculdade de Engenharia Química (FEQ), deu as boas-vindas aos alunos que vieram fazer suas matrículas em um dos melhores cursos do país. Ele disse que há 22 anos recebe os pais e os alunos. Informou que o trote é proibido na Unicamp. “Procuro dizer aos pais para ficarem tranquilos, pois seus filhos não estão sozinhos.”
 

Professor Antonio Lisboa, coordenador da graduação da FEQ
Professor Antonio Lisboa, coordenador da graduação da FEQ

Depois da matrícula, os alunos tiveram uma apresentação do coordenador associado da faculdade, o professor Rafael, sobre o funcionamento da Unicamp, de seus cursos. A seguir, os calouros tiveram um primeiro contato com membros do Centro Acadêmico, da Atlética e das Empresas Juniores, que fizeram uma exposição em estandes e usaram a música como chamariz para atrair esses jovens.

"A formação que damos aqui é para atuação nas indústrias de processos químicos, mas também temos gente na área de marketing e aqueles que permanecem na Universidade para fazer carreira acadêmica", comentou o professor Lisboa.

Pedro Santos fez curso técnico em Química, formou-se na Escola de Sargentos das Armas (ESA) e começou o curso de Matemática na Unesp-Rio Claro, quando decidiu prestar Engenharia Química na Unicamp. “Queria muito entrar aqui e ser engenheiro. Essa é uma Universidade muito bem-conceituada e que forma bons profissionais para o mercado. Já penso em fazer aqui mestrado, doutorado e daí sim sair para trabalhar, já com uma boa formação”, frisou. 

Pedro Santos foi aprovado na FEQ
Pedro Santos foi aprovado na FEQ

Linguagem
Kátia Tegazzini, supervisora do Curso de Graduação do IEL, destacou que as matrículas transcorreram bem. Segundo ela, esse instituto oferta os cursos de Letras, Linguística e Estudos Literários. "São cursos já consagrados e muito procurados", revelou. 

No IEL, a veterana Simonice Chaves foi de aluno a aluno prestando informações sobre a rotina na Unicamp. Entregou aos calouros o Guia do Bixo, que ajuda os ingressantes a terem uma maior mobilidade no campus e a conhecerem os órgãos destinados a eles. Simonice explicou os serviços que apoiam os alunos na instituição, como o Centro de Saúde da Comunidade (Cecom), o Serviço de Assistência Psicológica e Psiquiátrica ao Estudante (Sappe) e o Serviço de Apoio ao Estudante (SAE). “Eu sei que esse é um momento delicado para vocês, mas aproveitem, porque o nosso instituto é ótimo”, estimulou.

Stephanie Amorim tem 18 anos. Prestou pela primeira vez o Vestibular da Unicamp. Teve uma grata surpresa. Passou no curso de Linguística do IEL. Morava em Americana com a família, mas agora vai morar com os avós em Sumaré, por ser mais perto da Unicamp. "A vida muda rapidamente, né?", indaga a jovem. O avô, que a acompanhava, era todo orgulho pela neta. “Stephanie é bastante estudiosa e merece esse resultado. Sempre foi esforçada. Foi aprovada em uma instituição de Belo Horizonte, porém lá soube que passou na Unicamp. Deixou tudo para trás. Agora é só felicidade”, comemorou ele.

Stephanie Amorim, 18 anos, aprovada no IEL
Stephanie Amorim, 18 anos, aprovada no IEL

 

Avô de Stephanie Amorim, aprovada no IEL
Avô de Stephanie Amorim, aprovada no IEL

Vestibular
A terceira chamada do vestibular será divulgada nesta segunda-feira (19), até as 23h59. A matrícula para os convocados nessa lista deverá ser realizada no dia 21 de fevereiro. O calendário completo de chamadas e matrículas está disponível na página eletrônica da Comvest e no Manual do Candidato. Lá também aparecem orientações e documentos necessários para a matrícula. Veja informações sobre a Calourada.

Neste ano, a Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp (Comvest) recebeu um número recorde de candidatos para o vestibular. Foram 83.779 inscritos, dez mil a mais que no ano anterior. E a Comvest prevê até 11 chamadas.

A MATRÍCULA EM OUTRAS UNIDADES
Calouros de Medicina e Fonoaudiologia são recebidos na FCM

IFGW recebe alunos ingressantes para matrícula presencial

Estudante diante da faculdade de aprovação
Estudante diante da faculdade de aprovação
FEQ recebe calouros e mostra estandes de entidades estudantis
FEQ recebe calouros e mostra estandes de entidades estudantis

Imagem de capa

Mariana Lemuchi aprovada na FE, com a filha Sofia no colo
Mariana Lemuchi aprovada na FE, com a filha Sofia no colo