Dia de despedida para participantes do programa Ciência e Arte nas Férias

Mesa de encerramento do programa CAF
Mesa de encerramento do programa CAF, com fala do pró-reitor de pesquisa Munir Skaf

Após um mês de atividades acadêmicas intensas, 134 alunos de 46 escolas públicas da região de Campinas participaram do encerramento do programa Ciência & Arte nas Férias (CAF), na tarde da sexta-feira (2). O evento lotou o salão nobre da Faculdade de Ciências Médicas (FCM) da Unicamp. A edição 14 reuniu 56 projetos (45 projetos individuais e 11 oficinas). Esse programa, que acontece historicamente no mês de janeiro, durante as férias escolares de verão, visa envolvê-los (desde cedo) em atividades práticas onde haja contato com os desafios atuais da ciência, a metodologia do trabalho científico, o ambiente humano dos laboratórios de pesquisa e as diferentes formas de expressão artística.

O pró-reitor de pesquisa da Unicamp, professor Munir Skaf, anfitrião da solenidade, afirmou que esse projeto visa despertar jovens talentos para a pesquisa científica e atividades artísticas. "Essas atividades hoje ocorrem muito por demanda espontânea. Existe inclusive maior oferta nas ciências e nas artes do que podemos financiar e comportar dentro da Universidade”, revelou.

O pró-reitor de pesquisa, Munir Skaf, anfitrião do evento
O pró-reitor de pesquisa Munir Skaf, anfitrião do evento

 

Os monitores Leonardo Alves e Luciana de Aguiar: programação em robótica
Os monitores Leonardo Alves e Luciana de Aguiar: programação em robótica

Para Munir Skaf, esse é um projeto fundamental para jovens no ensino médio, neste período de adolescência em que estão descobrindo, almejando e buscando uma universidade para estudar, por estarem já pensando no futuro profissional como adultos. “Logo, a participação desses jovens, sobretudo nesse primeiro contato com a comunidade universitária (pesquisadores, alunos e funcionários), desmistifica um pouco dessa barreira de que a Unicamp é inatingível”, comentou. "É preciso romper com essa cultura. E esse projeto é um dos fatores que contribuem para essa mudança de paradigma.”
 

O monitor Marcos Adriano Vaz
O monitor Marcos Adriano Vaz

O pró-reitor enfatizou que a PRP tem inúmeras atividades que contemplam uma parte mais profissional da pesquisa. Mas também envolve um aspecto importantíssimo que é colocar o público em contato com a pesquisa científica. “É como uma atividade de difusão, de disseminação do conhecimento para uma faixa etária que está apta a receber esse tipo de informação. A Unicamp procura incentivar e dividir com eles essa experiência.”

O monitor Marcos Adriano Vaz, encarregado de discursar, encorajou os alunos a prosseguir na busca do conhecimento. “Levem com vocês tudo o que estão aprendendo. Em 2015, eu estava na mesma posição que vocês, quando decidi que queria ser um cientista. Passei pelo ProFis (Programa de Formação Interdisciplinar Superior) e agora sou aluno da graduação em Medicina da Unicamp. Consegui. Por isso lutem com todas as forças”, convidou.

 

Projetos
Os também monitores Leonardo Alves e Luciana de Aguiar desenvolveram um projeto junto ao grupo de estudos em robótica da Unicamp. Eles ofereceram uma oficina intitulada “Construindo um robô explorador”, com a orientação do professor do Instituto de Computação (IC) Edson Borin. Eles já oferecem essa oficina a outras escolas da região, entre elas uma no bairro São Martinho e outra no Cursinho Exato da Unicamp (um cursinho popular).
 

Apresentação de pôsteres durante o encerramento das atividades do CAF
Apresentação de pôsteres durante o encerramento das atividades do CAF

Luciana (aluna da Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação) diz que se trata de uma interface para facilitar a programação de um robô que desvia de obstáculos e que é capaz de "explorar" ambientes, o robô explorador. Ele chega a lugares onde o ser humano não pode chegar. Exemplo disso são os robôs enviados a Marte, para diferentes tipos de pesquisa. Os alunos ficaram bastante empolgados, contou ela. A intenção era trazer uma versão simplificada, de forma a poder introduzir conceitos de robótica”, completa Leonardo, aluno do IC. “Um sensor identifica outro. Então fizemos uma batalha de robôs exploradores.”

Depois de se desfazer a mesa de encerramento do CAF, os alunos exibiram um vídeo que produziram durante esse mês e aconteceu uma palestra do titular da Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp, o professor e historiador José Alves, na qual abordou as diferentes formas de ingresso na Universidade. A seguir, houve uma sessão de pôsteres produzidos pelos alunos participantes do CAF, promovido pela Pró-Reitoria de Pesquisa.
 

O professor José Alves, coordenador da Comvest
O coordenador da Comvest José Alves

 

 

 

 

 

Imagem de capa

Público que compareceu ao salão nobre da FCM no encerramento da CAF
Público que compareceu ao salão nobre da FCM no encerramento da CAF