Nova Medicarium recebe adesões de cooperados para começar a funcionar

A Nova Medicarium, farmácia modelo em formato de cooperativa para a comunidade interna da Unicamp e Funcamp, segue recebendo adesões de novos sócios para em breve iniciar o atendimento à comunidade. Por ser uma cooperativa, a Nova Medicarium será uma entidade independente, contando com quadro de pessoal próprio e não receberá investimento de recursos da Universidade. Até o momento, a cooperativa conta com a inscrição de mais de 500 membros mas, para garantir os custos de sua implantação inicial, esse número precisa chegar a 2.500 cooperados.

Silvana Pinheiro Migliaccio, coordenadora do grupo de trabalho de implantação da Nova Medicadium
Silvana Pinheiro Migliaccio, coordenadora do grupo de trabalho de implantação da Nova Medicadium 

Como a Nova Medicarium não visa lucro, o valor das mensalidades cobrirá os custos de manutenção e contratação de funcionários, e as decisões sobre investimentos e novas iniciativas serão tomadas em assembleia de cooperados.

"Com esse dinheiro da mensalidade, pretendemos subsidiar parte de medicamentos que são considerados de alto custo, mas não estão na lista do governo", explica Silvana Pinheiro Migliaccio, coordenadora do grupo de trabalho de implantação do projeto. "Quanto maior o número de adesões, maior o número de subsídios que poderemos oferecer. Além disso, poderemos fazer doações de medicamentos para aquelas pessoas que, por um período, estejam passando por alguma dificuldade financeira", diz ela.

O grupo de trabalho que está atuando na criação da farmácia é composto por profissionais de diversos setores da carreira Paepe, como enfermeiros, médicos, economistas, administrador, farmacêutico, assistente social, advogados, entre outros. Ela terá como modelo a Farmácia da Caixa de Assistência dos Advogados de São Paulo, que funciona vinculada à seção paulista da Ordem dos Advogados do Brasil.

O projeto prevê uma farmácia modelo e assistencial voltada aos interesses e necessidades da comunidade da Unicamp, e inicialmente ficará localizada num local de fácil acesso e central do campus de Barão Geraldo. A Nova Medicarium conta com o apoio da Reitoria da Unicamp, por meio da cessão do espaço onde será instalada, e com parcerias com o Centro de Saúde da Comunidade (Cecom) e Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF).

Rodrigo Catarino, da Faculdade de Ciências Farmacêuticas
Rodrigo Catarino, da Faculdade de Ciências Farmacêuticas

O projeto da farmácia prevê a realização de projetos voltados aos estudantes da FCF, como cursos de extensão e criação de vagas de estágio. Também será possível realizar na Nova Medicarium pesquisas de pós-graduação de farmácia que envolvam o uso e o consumo de medicamentos. “Essa relação direta com a comunidade é de extrema importância quando se tem o contato do profissional farmacêutico com a pessoa. É possível verificar o que está sendo administrado, qual a qualidade, levantamento de marcas, eficácia e utilização, permitindo que o paciente tenha uma maior eficiência em seu tratamento”, afirma o professor Rodrigo Catarino, diretor associado da FCF. A contratação de farmacêuticos e outros funcionários técnicos passarão pelo crivo de representantes da FCF.

Patricia Asfora Falabella Leme, coordenadora do Centro de Saúde da Comunidade
Patrícia Asfora Falabella Leme, coordenadora do Centro de Saúde da Comunidade

O valor dos medicamentos que serão oferecidos aos cooperados será mais baixo do que nas drogarias comerciais, fruto de negociação diretamente com vários laboratórios. Os preços de fábrica terão o acréscimo apenas de tributos e impostos obrigatórios, como ICMS, PIS, Cofins e Imposto de Renda de Pessoa Jurídica. Outro diferencial será a possibilidade de oferecer aos usuários uma consulta farmacêutica, por meio da parceria com a FCF e o Cecom. Poderão ser realizadas, na Nova Medicarium, a medição da pressão, diabetes e outros exames simples por um profissional de farmácia.

Se algum sintoma for identificado, haverá a orientação para que o usuário procure o Cecom para a realização de outros exames, e possivelmente indicação de tratamento. "Comprovadamente a adesão do paciente ao tratamento depende muito da facilidade de acesso ao medicamento", avalia Patricia Asfora Falabella Leme, coordenadora do Cecom. "Consideramos que a Nova Medicarium, como uma iniciativa, vai promover melhoria da qualidade da saúde da comunidade da Unicamp".

Medicarium

As mensalidades ficarão entre R$ 5,00 e R$ 35,00, variando de acordo com a faixa salarial. Poderão ser beneficiados todos os dependentes legais do cooperado. Já os estudantes terão uma taxa fixa de R$ 20,00. Qualquer pessoa com vínculo jurídico com a Unicamp e a Funcamp pode se associar à Nova Medicarium, inclusive aposentados estatutários e celetistas. A pré-adesão poderá ser feita pelo site do GGBS.