Tudo pronto para a primeira fase do Vestibular 2018 no domingo, dia 19

Quase 84 mil candidatos são esperados para fazer a prova da primeira fase do Vestibular Unicamp 2018, no próximo domingo, 19 de novembro. É a primeira vez que a Unicamp ultrapassa a marca de 80 mil candidatos, um número recorde para o vestibular. De acordo com José Alves de Freitas Neto, coordenador executivo da Comissão Permanente para os Vestibulares (Comvest), toda a estrutura já está pronta para receber os candidatos. “Sabemos da responsabilidade que é aplicar a prova em tantas cidades e para um universo tão grande de estudantes, mas estamos preparados”, afirmou Alves. A prova será realizada em 31 cidades do Estado de São Paulo e nas capitais Belo Horizonte, Brasília e Fortaleza.

Com o objetivo de ‘desafogar’ alguns locais de prova em Campinas, a partir deste ano a Comvest estendeu a aplicação das provas a mais duas cidades da região: Indaiatuba e Valinhos. Os dois locais tiveram, respectivamente, 1211 e 1221 inscritos, o que justificou, de acordo com a Comvest, a abertura desses novos locais de prova. Assim, no Estado de São Paulo, a Unicamp vai aplicar as provas nas seguintes cidades: Araçatuba, Avaré, Bauru, Botucatu, Bragança Paulista, Campinas, Franca, Guaratinguetá, Guarulhos, Indaiatuba, Jundiaí, Limeira, Marília, Mogi das Cruzes, Mogi Guaçu, Osasco, Piracicaba, Presidente Prudente, Registro, Ribeirão Preto, Santo André, Santos, São Bernardo do Campo, São Carlos, São João da Boa Vista, São José do Rio Preto, São José dos Campos, São Paulo, Sorocaba, Sumaré e Valinhos.

Os 83.782 candidatos para o Vestibular Unicamp 2018 disputarão 3.340 vagas distribuídas em 70 cursos de graduação da Unicamp.

Sistema contra ‘cola eletrônica’
A Comvest vai testar, pela primeira vez, durante a primeira fase do vestibular, um sistema que usa o conceito de Internet das Coisas (IoT, na sigla em inglês), capaz de detectar qualquer sinal de celular (WiFi ou bluetooth) ou de radiofrequência. Os sinais são captados por uma rede de sensores, instaladas nas salas e nos banheiros do local do exame, e que fica conectada a um software em nuvem. O software transfere as informações, em tempo real, para uma central de controle. O sistema foi desenvolvido pela empresa Neger Telecom (empresa-filha da Unicamp), em parceria com pesquisadores do Laboratório de Inteligência Espectral da Unicamp. De acordo com Eduardo Neger, diretor de engenharia da empresa,“na tela do computador aparecem a frequência do sinal, local, hora e até a operadora – se for o caso de celular. O sistema é tão sofisticado que conseguimos detectar até sinais de radiofrequência de aparelhos clandestinos não homologados pela Anatel”, acrescentou Neger.

Horários
A orientação é para que os candidatos cheguem ao local de prova às 12 horas (horário de Brasília), já que o acesso aos locais de prova será permitido impreterivelmente até as 13 horas (horário de Brasília). Sair de casa com antecedência é importante, tendo em vista que o candidato poderá encontrar trânsito intenso em alguns locais. A Comvest orienta os candidatos a fazer o percurso até o local de provas antes do dia do exame, para conhecer o caminho. Os candidatos que farão a prova em Fortaleza, onde não há o 'horário de verão', devem ficar atentos, pois vale o horário de Brasília.

A primeira fase
A prova da primeira fase é composta de 90 questões de múltipla escolha, distribuídas da seguinte maneira: 13 questões de Língua Portuguesa e Literaturas de Língua Portuguesa, 13 questões de Matemática, 9 questões de História e 9 questões de Geografia (incluindo Filosofia e Sociologia), 9 questões de Física, 9 questões de Química, 9 questões de Biologia, 7 questões de Inglês, além das 12 questões interdisciplinares. Cada questão tem quatro alternativas.

O tempo máximo de prova na primeira fase é de cinco horas e o mínimo de três horas e trinta minutos.

O que levar para a prova
Os candidatos deverão levar o original do documento de identidade indicado na inscrição, canetas de cor preta em material transparente, lápis preto, borracha. Será permitido o uso de régua transparente e compasso. É vedada a utilização de aparelhos celulares ou quaisquer outros equipamentos eletrônicos, relógios digitais, corretivo líquido, lapiseira, caneta marca texto, bandana/lenço, boné, chapéu, ou outros materiais estranhos à prova. O candidato poderá usar relógio para controlar o tempo, mas todos os relógios deverão ficar no chão, ao lado da carteira. A Comvest fornecerá embalagens nas quais o candidato deverá guardar o aparelho celular desligado. Ao entrar na sala de prova e receber a embalagem, o candidato deverá desligar imediatamente o aparelho celular e colocá-lo na embalagem. Os candidatos devem retirar os celulares das embalagens após saírem do prédio. Está permitido: água, sucos, doces, uso de bermudas e vestimentas leves.