Por mais cooperações multilaterais

Após dois dias de trabalho, foi encerrado na manhã desta quarta-feira (12) o XXVII Encontro da Associação das Universidades de Língua Portuguesa (AULP), ocorrido na Unicamp. Durante a cerimônia, dirigentes e membros da AULP destacaram a importância da ampliação da cooperação multilateral entre as instituições de ensino superior dos países lusófonos, tendo como objetivo a geração de conhecimentos que tragam benefícios para a sociedade.

De acordo com o reitor Marcelo Knobel, o aumento da colaboração entre as instituições que integram a AULP é importante porque permite a troca de experiências entre países que apresentam semelhanças, notadamente as propiciadas pelo idioma, mas também diferenças. “A Unicamp tem tradição de parcerias com universidades portuguesas, mas precisa estender esse modelo para as demais instituições da comunidade lusófona. O conjunto dessas escolas de nível superior tem uma produção científica importante, capaz de buscar soluções para as demandas das diferentes populações”, considerou.

Eleito para presidir a AULP pelo próximo triênio, o reitor da Universidade Mandume Ya Ndemufayo (Angola), Orlando Manuel da Mata, declarou que o principal desafio da Associação será consolidar os laços entre as universidades, de modo a promover e difundir o conhecimento entre os países lusófonos. “Somos 260 milhões de falantes de língua portuguesa. Temos uma comunidade científica emergente, mas com grande potencial para desenvolver pesquisas voltadas ao bem comum de nossos povos”, afirmou.

Presidente da AULP nos últimos três anos, Rui Martins, vice-reitor da Universidade de Macau, despediu-se da função fazendo um breve balanço da sua gestão. Segundo ele, as atividades da entidade se mantiveram estáveis no período, sendo que houve aumento no número de seus membros. O próximo encontro da AULP ocorrerá em Angola, em 2018. O evento realizado na Unicamp contou com o patrocínio do Santander Universidades.

A Associação

Fundada no dia 26 de novembro de 1986, a AULP é uma organização não governamental internacional que promove a cooperação e a troca de informação entre Universidades e Institutos Superiores. Conta com 140 membros de oito países de língua oficial portuguesa - Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe, Timor e Macau. Sua missão é facilitar a comunicação entre os membros em prol do desenvolvimento coletivo do ensino e da língua portuguesa no mundo.

Leia mais sobre o Encontro

Mesa da solenidade de encerramento do XXVII Encontro da AULP
Mesa da solenidade de encerramento do XXVII Encontro da AULP
Público participante do evento
Público participante do evento
O reitor Marcelo Knobel (centro) ladeado pelo recém-eleito presidente da AULP, Orlando Manuel da Mata (dir), e o ex-presidente da entidade, Rui Martins
O reitor Marcelo Knobel (centro) ladeado pelo recém-eleito presidente da AULP, Orlando Manuel da Mata (dir) e o ex-presidente da entidade, Rui Martins