Cotil celebra 50 anos e recebe prêmio “Expressão Regional” em Limeira

Saran e o prêmio “Expressão Regional”
Saran e o prêmio “Expressão Regional”

Em 24 de abril deste ano o Colégio Técnico de Limeira, o Cotil da Unicamp, completou 50 anos de existência e são inúmeras as contribuições de seu corpo de docentes, funcionários e alunos para a cidade, principalmente através da formação de profissionais críticos e altamente qualificados. Por sua importante atuação no município, que em 2017 completou 191 anos, o colégio recebeu, no último dia 23, o 17º prêmio “Expressão Regional”, organizado por revista de mesmo nome. A publicação destaca, anualmente, instituições com reconhecido desempenho e relevância para Limeira, tanto na iniciativa privada quanto na área pública.

Com seus mais de 1.400 alunos, 91 docentes e 25 funcionários, o colégio, segundo o professor Paulo Sérgio Saran, atual diretor da instituição, “fica muito honrado em receber este prêmio. É um reconhecimento público do que conseguimos retornar para a sociedade”. Ele lembra que o Coti foi classificado como a escola pública de Limeira e região melhor colocada no ENEM, desde que o exame começou a divulgar o ranking, há mais de dez anos.

“O destaque do colégio, tanto na cidade de Limeira como no estado de São Paulo e no próprio país, é produto de seu corpo de docentes, funcionários e discentes. É uma somatória: a qualidade de nossos professores, funcionários e alunos é o que possibilita ao colégio ter essa inserção e projeção na cidade e região. Isso é, claramente, graças a todo o trabalho que é feito aqui, diariamente, por todos eles”, afirma o diretor. “Somos muito gratos à cidade de Limeira, que sempre acolheu, respeitou e deu espaço para o colégio”. Desde 2003, por exemplo, o evento artístico-cultural “Cotil Artes” faz parte do calendário oficial da Secretaria de Cultura da cidade.

Planos para o futuro
Quanto às expectativas para um futuro próximo, Saran afirma que o colégio almeja poder crescer e oferecer mais vagas e cursos para a sociedade. “Apesar da crise econômica que ainda não foi superada pelo país, queremos aumentar o número de vagas para os cursos técnicos e do ensino médio, com a transferência da Faculdade de Tecnologia para o campus II, onde está a FCA. Quando se der esta ida, teremos espaço físico para poder crescer”.

O diretor revela que já foi aprovada pela congregação da Faculdade de Odontologia de Piracicaba, desde o ano passado, a transferência do curso técnico de prótese dentária para o colégio, mas que ainda não há condições de trazer o curso para a cidade por falta de espaço. “Caso a transferência leve muito tempo, iremos tentar até mesmo construir um prédio novo aqui”. Atualmente o Cotil oferece 600 vagas anuais para os cursos técnicos de Edificações, Enfermagem, Geodésia e Cartografia, Informática, Mecânica e Qualidade, além do ensino médio. A página dos 50 Anos da Unicamp destaca, com fotos e textos, neste link, o início da história do Cotil em Limeira. Confira!

Cidadão
Nesta segunda-feira, 3 de julho, o diretor do Cotil, Paulo Sérgio Saran, também receberá o título de cidadão limeirense, concedido pela Câmara Municipal da cidade".