Editora da Unicamp amplia política de descontos

A Editora da Unicamp estendeu aos estudantes e funcionários da universidade o desconto de quarenta por cento para a compra de livros. Basta fazer o cadastro no site da editora ou apresentar o registro acadêmico ou carteira funcional nas duas livrarias que funcionam dentro do campus, na Biblioteca Central e Instituto de Estudos da Linguagem (IEL). O desconto é válido para os livros lançados pela editora e já era praticado nas compras realizadas por professores de todos os níveis.

“Nosso objetivo é divulgar melhor na comunidade acadêmica a nossa própria produção. Acreditamos que o preço do livro pode ser um fator limitador para as pessoas comprarem, sobretudo para os estudantes e funcionários que estavam com descontos menores”, salienta a diretora Márcia Abreu. Segundo ela, a missão da editora, por ser acadêmica, é que os livros sejam lidos e impactem na cultura e na produção científica. “Não nos preocupamos só com o aspecto financeiro, mas com a circulação desses livros”.

A professora Márcia Abreu, diretora da Editora da Unicamp gesticula durante a entrevista para a matéria. Ela está de camisa branca, sentada em frente a uma prateleira de livros
Inserção da Editora da Unicamp nas mídias sociais é uma das novidades, informa a diretora Márcia Abreu

A editora publica livros de interesse acadêmico de todas as áreas do conhecimento. Mais uma novidade é a participação da Editora da Unicamp nas mídias sociais. No Facebook são postadas promoções, vídeos e lançamentos. Também foi aberto um canal de Youtube, e contas no Instagram e Twitter. Conteúdos da editora também serão divulgados pela Secretaria de Comunicação (Sec) da Unicamp, incluindo Rádio e TV e Jornal da Unicamp.

Márcia Abreu afirma ainda que a editora quer uma aproximação maior também com os estudantes da universidade. Um dos projetos da atual gestão é ofertar cursos sobre a produção editorial e trabalhar com estagiários. “Queremos mostrar todo o processo de uma ponta a outra, de como um original chega aqui, até o livro sair pronto”. O projeto terá a participação do IEL e também do Labjor – Laboratório de Estudos Avançados em Jornalismo.