Integração ao CIMCamp aperfeiçoa monitoramento de veículos no campus

Há dois meses, o sistema de controle de acesso de veículos ao campus da Unicamp foi incorporado à Central Integrada de Monitoramento de Campinas (CIMCamp), estrutura que monitora atualmente 26 pontos da cidade, utilizando 91 câmeras de vídeo. A despeito do curto período, a medida já tem proporcionado resultados positivos, como uma fiscalização mais eficiente sobre o fluxo de entrada e saída do espaço universitário e um reduzido tempo de resposta ao atendimento de ocorrências. “A integração do nosso sistema de monitoramento à CIMCamp trouxe avanços importantes ao esforço da Universidade para ampliar a segurança e o bem-estar da comunidade interna e dos visitantes. Obviamente, esta é uma área dinâmica, que merecerá constantes avaliações e ações de nossa parte”, afirma o vice-reitor Executivo de Administração, professor Roberto Rodrigues Paes.

O prefeito do campus, professor Armando José Geraldo, reforça a avaliação do vice-reitor Paes, observando que a passagem de veículos pelas seis portarias da cidade universitária é monitorada tanto pela central da Unicamp quanto pela CIMCamp. Na Universidade, foram instaladas 21 câmeras. “Isso faz com que tenhamos mais acuidade em relação aos acontecimentos. Recentemente, o sistema identificou a entrada de um veículo com queixa de roubo. Em apenas cinco minutos uma equipe da Guarda Municipal já estava no campus. Os suspeitos foram detidos na sequência”, relata. Cerca de 42 mil veículos circulam pelo campus de Barão Geraldo diariamente.

De acordo com o prefeito universitário, desde a integração dos sistemas foram registrados três casos de sequestros-relâmpagos, sendo dois em abril e um em maio. “Um dos crimes foi praticado fora das dependências da Unicamp. Os bandidos trouxeram a vítima até o campus, para obrigá-la a sacar dinheiro no caixa eletrônico de um dos bancos instalados na Universidade”, explica.

Tanto Paes quanto Geraldo afirmam que esses e outros tipos de crimes preocupam a administração da Unicamp, que tem realizado reuniões contínuas para avaliar as medidas de segurança já adotadas e formular outras. “Este é um ponto que não sai da nossa pauta”, assegura o vice-reitor Executivo de Administração. “Recentemente, após reunião com representantes da área da saúde da Unicamp, nós instalamos uma base móvel nas imediações dos hospitais e ampliamos a circulação de vigilantes com motocicletas na região, como forma de também prevenir a ação de criminosos no local”, complementa Geraldo.

Entre as iniciativas executadas nos últimos anos para ampliar a segurança no campus, elenca o prefeito universitário, está o lançamento do Botão do Pânico, aplicativo que permite aos integrantes da comunidade universitária acionar o sistema de vigilância, via celular ou tablet, em caso de emergência. Medida igualmente importante foi a criação do serviço VIDAS [Veículo Interno de Atendimento em Saúde], que faz o resgate e atendimento às urgências e emergências em saúde durante 24 horas, inclusive aos finais de semana e feriados. Desde que foi implantado, em junho de 2015, muitas vidas foram salvas.

O VIDAS atende o campus de Barão Geraldo, Centro Pluridisciplinar de Pesquisas Químicas, Biológicas e Agrícolas (CPQBA), em Paulínia, e Moradia Estudantil. A substituição da iluminação do campus também está inserida no contexto da ampliação da segurança, como lembra o prefeito universitário, visto que inibe a ação dos bandidos.

Monitoramento por câmeras aprimorou a fiscalização no campus
Monitoramento por câmeras aprimorou a fiscalização no campus
Cerca de 42 mil veículos circulam pela cidade universitária diariamente
Cerca de 42 mil veículos circulam pela cidade universitária diariamente
Medidas de segurança são constantemente avaliadas pela administração universitária
Medidas de segurança são constantemente avaliadas pela administração universitária
O prefeito universitário Armando José Geraldo (esq) e o vice-reitor Executivo de Administração, Roberto Rodrigues Paes
Da esquerda para a direita, o prefeito universitário Armando José Geraldo e o vice-reitor Executivo de Administração, Roberto Rodrigues Paes