Unicamp entrega obras à comunidade

 

 

Reitor e autoridades visitam as obras
Reitor e autoridades visitam as obras

 

O Hospital de Clínicas da Unicamp (HC) entregou à comunidade, na manhã desta quinta-feira (16), uma série de melhorias nas suas instalações físicas: reforma nas lajes, nova área de convivência para alunos da Faculdade de Ciências Médicas (FCM) e nova área para a Disciplina de Endocrinologia. As obras foram possibilitadas graças a recursos da Universidade e do HC.

O reitor da Unicamp, José Tadeu Jorge, visitou o hospital acompanhado de João Batista de Miranda, superintendente do HC; Ivan Toro, diretor da FCM; Antonio Gonçalves de Oliveira Filho, coordenador de assistência do HC; José Roberto Mattos Souza, coordenador de administração do hospital; Denise Engelbrecht Zantut Wiltman, chefe da Disciplina de Endocrinologia da FCM; e Marcos Tambascia, docente da Disciplina de Endocrinologia. Participaram ainda da solenidade de entrega das áreas outros dirigentes do hospital, médicos, gerentes e funcionários.
 

O superintendente do HC, João Batista
O superintendente do HC, João Batista

João Batista de Miranda disse que a impermeabilização de dez mil metros de lajes é uma realização bastante relevante para o hospital, visto que esse espaço se situa em um ponto estratégico do órgão e que, com o tempo, apresentou goteiras que acabaram se refletindo em andares inferiores. "Com a reforma, ganhamos em segurança e qualificamos as nossas atividades em setores que têm uma relação mais estreita com os pacientes."

Em sua fala, o reitor Tadeu Jorge lembrou que essa é a primeira reforma nas lajes desde que ela foi colocada, há cerca de 30 anos. “Os recursos são resultado de verba orçamentária, ainda que em momento de crise econômica. Essa crise tem persistido sobretudo nos últimos três anos. Temos feito um grande esforço para manter a infraestrutura predial e realizar a renovação dos equipamentos.”

O reitor enfatizou que o HC também tem realizado repetidas iniciativas em busca de recursos via emendas parlamentares e que tem utilizado as próprias reservas para serem empregadas justamente nesses tempos de crise. "Mas uma hora essa crise vai acabar. Enquanto isso, vamos buscando manter a qualidade de modo que a Unicamp consiga se consolidar com indicadores ainda mais destacados”, salientou ele, parabenizando os gestores do HC pelas ações.
 

Tadeu Jorge fala das novas obras
Tadeu Jorge fala das novas obras

Segundo o docente da Disciplina de Endocrinologia Marcos Tambascia, a entrega das novas salas para a área da Endocrinologia virá aprimorar o atendimento aos pacientes e se prestará a várias funções. São 114 metros quadrados. "Temos uma sala de coleta de exames para testes dinâmicos, em que o paciente tem que permanecer em repouso por um tempo e, por isso, o espaço requer conforto. Coletamos o sangue para fazer a dosagem basal", contou. 

Outras salas já estão funcionando como apoio à pesquisa e apoio didático à disciplina. Tem ainda uma sala de ecografia de maior resolução para fazer punção aspirativa de tireoide, que determina a localização do nódulo e se a agulha atingiu o ponto certo. "Além disso, fazemos avaliação citológica dos nódulos e o armazenamento dos soros", relatou Marcos Tambascia. “Essas mudanças já estão ajudando muito quem trabalha aqui e os pacientes que passam um bom período do dia nesse local”, frisou.
 

O professor Ivan Toro, diretor da FCM
O professor Ivan Toro, diretor da FCM

O diretor da FCM sublinhou que o HC é o maior laboratório de ensino de Campinas, onde projetos são desenvolvidos e permitem avançar a pesquisa. Ele contou que a sala de convívio para os alunos e internos da FCM é uma conquista, visto que muitos deles permanecem até 30 horas no HC, quando realizam plantões. A sala tem 35 metros quadrados e se destinará ao descanso e pesquisa dos estudantes, que terão à sua disposição computadores e rede wifi. "Temos que enaltecer esse trabalho, que vai no sentido que a faculdade tem procurado imprimir às suas dinâmicas."


Ciclo Básico 2
Também foi inaugurada na Unicamp na tarde dessa quinta-feira (16) o Laboratório de Informática de Notebooks, localizado no Ciclo Básico 2. O local acomoda 33 notebooks para serem empregados pelos estudantes nas disciplinas que requerem esse uso. A iniciativa é da Pró-Reitoria de Graduação (PRG). 
 

O laboratório tem 33 notebooks
O laboratório tem 33 notebooks

O pró-reitor de graduação da Unicamp, Luis Alberto Magna, comentou que esse projeto visa à ministração de aulas e que sua manutenção vem sendo feita pela Diretoria de Logística e Infraestrutura para o Ensino (DLIE). “Trata-se de um projeto simples, mas eficiente. As instalações foram feitas pela própria equipe da DLIE”, salientou. 

De acordo com o reitor da Universidade, José Tadeu Jorge, a entrega dessa obra para a comunidade é um exemplo do que é o espírito da Unicamp desde a sua fundação. “Nossa Universidade foi construída de maneira singela. Não temos edifícios suntuosos. Começamos com barracões e economia de recursos, pois a essência, segundo o então reitor Zeferino Vaz, era as pessoas”, afirmou. Tadeu Jorge parabenizou todos os envolvidos no trabalho. 

A DLIE gerencia o complexo dos Ciclos Básico 1, 2 e Engenharia Básica, provendo suporte computacional, rede WIFI, infraestrutura de salas de aula e laboratórios de informática. Seu responsável é o funcionário Dércio Tabossi Filho. "Iniciamos o projeto juntamente com a equipe administrativa, tecnologia de informação, apoio acadêmico e estagiários da DLIE", informou Dércio.

 

 

Visita à sala para os alunos
Visita à sala para os alunos
Impermeabilização das lajes
Impermeabilização das lajes
Nova área para a Endocrinologia
Nova área para a Endocrinologia
Uma das salas inauguradas
Uma das salas inauguradas
Público que prestigiou a inauguração
Público que prestigiou a inauguração
Inauguração do laboratório no Ciclo Básico 2
Inauguração do laboratório no Ciclo Básico 2
Comunidade prestigia a inauguração no CB2
Comunidade prestigia a inauguração no CB2