Novo podcast conta histórias da ciência e do cotidiano

Primeiro episódio do 37 Graus, iniciativa de três alunas de pós-graduação do Laboratório de Estudos Avançados em Jornalismo (Labjor) da Unicamp, acompanha alunos do Cotuca selecionados para programa científico cujo foco é o espaço


Beatriz Guimarães | Labjor | Especial para o JU

O primeiro episódio do 37 Graus, podcast recém-lançado por três alunas de pós-graduação do Laboratório de Estudos Avançados em Jornalismo (Labjor) da Unicamp, acompanhou a participação de um grupo de alunos do Colégio Técnico de Campinas (Cotuca) no desafio Garatea-E, em que escolas do Brasil inteiro enviam experimentos científicos para a estratosfera. O lançamento, feito por meio de balões atmosféricos, foi realizado em agosto, no campus da USP em São Carlos.

A ideia da atividade é estimular o interesse dos alunos pela exploração espacial. Já que a estratosfera terrestre apresenta condições parecidas com a superfície de Marte, as equipes são desafiadas a produzir experimentos para entender como determinados materiais ou dispositivos se comportariam no planeta vermelho. A equipe do Cotuca, batizada de Brazinga, preparou uma engenhoca para medir a densidade do ar.

Além de acompanhar a trajetória do grupo Brazinga desde o preparo do experimento até a retirada dos dados após retorno da estratosfera, o 37 Graus conversou com o astrobiólogo Douglas Galante, do Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM), para entender o porquê de Marte estar tão na moda. A proposta do podcast é acompanhar histórias relacionadas à ciência e à tecnologia, sempre explorando os potenciais da narrativa em áudio, com cenas, sequências de ações e descrição de personagens. O primeiro episódio, intitulado “Cafundós”, pode ser escutado no site 37grauspodcast.com, no Spotify ou em tocadores de podcast como Apple Podcasts, CastBox e Pocket Casts.

O trio que está por trás da iniciativa é composto por Sarah Azoubel Lima, Beatriz Guimarães, e Maria Letícia Bonatelli.