Melhores projetos da Unicamp são premiados

 

Um projeto sustentável que gera uma economia anual de 1 milhão de litros de água potável rendeu à funcionária Cláudia Martelli, do Instituto der Química (IQ) da Unicamp, o primeiro lugar na 6ª edição do Prêmio aos Profissionais da Carreira PAEPE. Já implementado na Unidade, o projeto de obtenção de água pura por osmose reversa e aproveitamento de água de rejeito reduz, anualmente, cerca R$ 100 mil ao IQ. A iniciativa vencedora ficou conhecida durante cerimônia realizada na tarde de segunda-feira (21), no auditório da Faculdade de Ciências Médicas (FCM) da Unicamp, com a presença do reitor José Tadeu Jorge.

O segundo lugar ficou com o projeto “Aplicativo e sistema de informação web de monitoramento botão de pânico”, dos funcionários Edmilson Bellini Chiavegatto e Thiago Watanabe Takao (Vice-Reitoria Executiva de Administração). Na terceira colocação venceu o projeto “Portal de Periódicos Eletrônicos Científicos da Universidade Estadual de Campinas”, de Gildenir Carolino Santos; Keite Aparecida Duarte; Daniela Feijó Simões e Regiane Alcântara Bracchi (Coordenadoria Geral da Universidade).

O prêmio foi criado em 2011 pela Reitoria como reconhecimento pela contribuição à Universidade do seu corpo de Profissionais de Apoio ao Ensino, Pesquisa e Extensão (Paepe). O objetivo é incentivar e dar visibilidade a iniciativas e projetos para melhoria de processos em todas as unidades e órgãos.

“Ao lado do Simtec (Simpósio de Profissionais da Unicamp) e da Revista Saberes Universitários, o prêmio Paepe exprime a capacidade e a competência de produção de conhecimento por parte dos funcionários da Unicamp. Gostaria de parabenizar a todos os premiados”, disse o reitor José Tadeu Jorge.

Além de Tadeu Jorge, a cerimônia de premiação contou com a presença do coordenador-geral, Alvaro Penteado Crósta; do chefe de gabinete da reitoria, Paulo Cesar Montagner; do pró-reitor de Graduação, Luís Alberto Magna; do pró-reitor de Desenvolvimento Universitário, Leandro Palermo Júnior; do chefe de gabinete adjunto, Osvaldir Pereira Taranto; da coordenadora da Diretoria Geral de Recursos Humanos (DGRH), Maria Aparecida Quina de Souza; e da coordenadora adjunta e presidente da comissão organizadora do Prêmio Paepe, Ademilde Félix Gomes. Também prestigiaram funcionários, docentes, pesquisadores e alunos. Os autores dos três melhores projetos receberam prêmios em dinheiro: três salários-base referentes ao nível 6E da carreira Paepe para o 1º colocado; dois salários para o 2º colocado; e um salário para o 3º colocado. Os três melhores projetos foram escolhidos entre 39 iniciativas distinguidas como o melhor projeto das unidades e órgãos ou grupo de unidades e órgãos.  Destas 39 iniciativas, 10 foram selecionadas para concorrer ao prêmio de melhor projeto da universidade. Um júri avaliou todos os trabalhos inscritos. Durante a cerimônia, houve uma apresentação oral dos dez finalistas ao prêmio de melhor projeto da Unicamp.

Ademilde Félix informou que a edição deste ano contou com 132 projetos inscritos. De acordo com ela a iniciativa dá visibilidade aos projetos relevantes da Universidade, resultado do investimento na formação do servidor técnico e administrativo. “O prêmio é importante não somente pelo reconhecimento financeiro, mas para mostrar para a Universidade e a comunidade o quanto os funcionários desenvolvem iniciativas criativas e de relevância. E que estas iniciativas podem ser replicadas, seja em outros espaços da Universidade e da sociedade.”

Detalhes dos projetos que concorreram e venceram o Prêmio Paepe estão no site http://www.siarh.unicamp.br/premiopaepe/ListarProjetos.jsf