Hospital Regional de Piracicaba celebra 1º aniversário com 42 mil atendimentos

O reitor da Unicamp, Marcelo Knobel, o prefeito de Piracicaba, Barjas Negri e o superintendente do Hospital Regional de Piracicaba “Dra. Zilda Arns” (HRP), Pedro Pontin participaram na última quarta-feira da cerimônia de comemoração de 1º ano de atividades do HRP com seu auditório lotado. O evento apresentou também o logotipo oficial da unidade e homenageou alguns funcionários por áreas.

O Hospital Regional de Piracicaba “Dra. Zilda Arns” completou, no dia 19 de março, um ano de atividades com balanço de aproximadamente 42 mil atendimentos, no total. Também integraram a mesa de autoridades a diretora da DRS 10, Benedita de Castro; o secretário municipal de saúde, Pedro Mello; o representante da DEAS-Unicamp, professor Luis Cláudio Martins e o vereador Pedro Kawai.

Desde sua inauguração, a unidade já realizou 20.505 consultas, 2.715 cirurgias gerais e ambulatoriais, e 18.732 exames, como endoscopia, colonoscopia, ecocardiografia, ressonância magnética, tomografia, entre outros, ultrapassando as metas qualitativas previstas para o primeiro ano de funcionamento. “É um primeiro passo, mas um tremendo orgulho desses números”, disse o superintendente do hospital, Pedro Pontin.

Com capacidade total de 132 leitos, o hospital é referência para as 26 cidades da região de Piracicaba, Limeira, Rio Claro e Araras, foi inaugurado em março de 2018 com a finalidade de atender exclusivamente os pacientes do SUS. O Governo do Estado investiu R$ 34 milhões em obras e aquisição de mobiliários e equipamentos.

“Queremos parabenizar o trabalho desenvolvido pelo ‘Regional de Piracicaba’ por completar seu primeiro aniversário superando metas quantitativas e, sobretudo, pela preocupação com conquistas qualitativas que se refletem na assistência”, afirma o Secretário de Estado da Saúde, José Henrique Germann Ferreira.

Reprodução
Em um ano de atividades, hospital realizou aproximadamente 42 mil atendimentos

Como todo novo serviço, o funcionamento da unidade tem sido ampliado gradativamente. Para 2019, está prevista a ativação de 60 leitos e a oferta de especialidades como urologia, cirurgia buco-maxilo, cirurgia plástica e cirurgias ginecológicas. Em pleno funcionamento, o HRP oferecerá 900 empregos diretos.

Até o momento, estão em funcionamento 10 leitos de UTI adulto, oito de semi-intensiva e 42 de enfermaria clínico-cirúrgica. O hospital recebe pacientes encaminhados por outras unidades mediante agendamento prévio através da CROSS (Central de Regulação e Oferta de Serviços de Saúde).

O representante da Diretoria Executiva da Área da Saúde (DEAS) da Unicamp, professor Luis Cláudio Martins, salientou em seu discurso que o HRP foi muito bem “cuidado” neste primeiro ano. “Esse cuidado passa essencialmente grupo da enfermagem, a linha de frente e a alma mater de um hospital”, agradeceu Martins.

Já o prefeito Barjas Negri foi enfático ao se referir à complexidade de se colocar em funcionamento uma estrutura como o HRP. “Parabéns à todos que conduziram essa estruturação e melhor ainda, com qualidade que é um diferencial. Só temos a comemorar”, destacou o prefeito.

Marcelo Knobel encerrou o evento se referindo ao índice de indicação do hospital pelos pacientes internados: 99,13%. “Esse tipo de avaliação dos usuários demonstra que estamos alinhados com a filosofia de qualidade que temos em nossa Universidade e não poderia ser diferente aqui”. O engajamento da Unicamp, disse, foi decisivo nesse processo. “Queremos o HRP cada vez melhor”, concluiu Knobel.

Para o diretor executivo da Área da Saúde (DEAS) da Unicamp, professor Manoel Barros Bertolo, responsável pelos hospitais e AMES ligados à Unicamp, os resultados da instituição endossam a política de qualidade e responsabilidade da Universidade com o Estado e com a sociedade. “A base de uma estrutura com foco em qualidade são as pessoas, e o empenho e dedicação desses profissionais foi crucial para as conquistas de hoje”, comemora.

A direção da DEAS vem articulando com a Faculdade de Ciências Médicas e com a Faculdade de Odontologia de Piracicaba, a presença de docentes, alunos e residentes no hospital. “Será um campo a mais de ensino e prática médica de qualidade para nossos alunos e médicos”, destacou Cláudio Coy, diretor associado da FCM. Estagiários da cirurgia geral e ortopedia já estão presentes no HRP.

HOMENAGENS – Outra ansiedade dos colaboradores presentes na cerimônia foi com relação à escolha do logotipo da instituição. Pedro Pontim explicou que foi decidido que as ideias seriam dos colaboradores que escolheram três artes para a votação final, vencida pelo médicoradiologista Alan Felipe Lopes. Na arte do logotipo vencedor, o médico trabalhou com as cores da cidade - azul, amarelo e vermelho - as iniciais do hospital e uma característica local, nesse caso um peixe.

A cerimônia continuou com a homenagem a apoiadores e colaboradores. A primeira homenagem foi para a Flávia de Sá, coordenadora das Urgências do Município, Dra Flávia de Sá. Em seguida os reconhecimentos foram para o 1º colocado no processo de seleção do HRP, Mateus Otavio de Souza (Área Administrativa), para a 1ª profissional de enfermagem contratada, Joice Luana da Silva e por fim, o representante dos médicos escolhido foi o médico infectologista Sidney Filho.

As celebrações continuaram com o descerramento do logotipo oficial na recepção do ambulatório, em que o cardiologista Willian Cirillo representou o reitor da Unicamp. Houve ainda a entrega da sala “Espaço do Colaborador”, localizada no térreo do hospital. 

 

 

Imagem de capa

Em seu primeiro ano de funcionamento, unidade ultrapassou as metas de consultas, exames e procedimentos | Foto: Caius Lucilius
Em seu primeiro ano de funcionamento, unidade ultrapassou as metas de consultas, exames e procedimentos | Foto: Caius Lucilius