Desenvolvido na Unicamp, fio de sutura permite cicatrização mais rápida

Pesquisadores da Faculdade de Ciências Médicas (FCM) da Unicamp desenvolveram um fio de sutura que permite a cicatrização mais rápida da pele e que poderá, futuramente, ser empregada em procedimentos médicos como cirurgias plásticas, tratamento de queimaduras, fístulas e em pacientes com Doença de Crohn, entre outras enfermidades que necessitem de tratamentos específicos para cicatrização e regeneração por reparação do tecido acometido. A tecnologia foi, recentemente, licenciada em caráter não-exclusivo pela Fawke, empresa pré-incubada na Incubadora de Empresas de Base Tecnológica da Unicamp (Incamp) e, num primeiro momento, deverá ser testada em clínicas veterinárias, em procedimentos realizados em animais domésticos.

Leia notícia completa na página da Inovação Unicamp