Biblioteca Central 'Cesar Lattes' recebe exposição de livros censurados pela ditadura militar

Livros expostos pela Diretoria de Coleções Especiais e Obras Raras e o cartaz da mostra
Livros expostos pela Diretoria de Coleções Especiais e Obras Raras e o cartaz da mostra

A Diretoria de Coleções Especiais e Obras Raras da Biblioteca Central "Cesar Lattes" (CEOR/BCCL) da Unicamp apresenta, até 31 de julho, uma exposição com 17 livros que foram vetados durante a ditadura militar no Brasil (1964 a 1985). O material pode ser visitado de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 22h45, no térreo da BCCL.

Na época dos livros expostos, além da tortura, a censura foi um dos mecanismos usados para calar vozes dissonantes do discurso oficial, prática que se intensificou após a instauração do Ato Institucional Nº 5 (AI-5) em 1968. No setor livreiro, o Decreto-Lei Nº 1.077 de 1970 estendeu a censura prévia aos livros.

De acordo com o documento, a censura se restringia a temas como sexo, moralidade pública e bons costumes. No entanto, o regime de exceção permitiu também a censura política. A simples posse de um livro considerado subversivo era usada como prova na acusação de pessoas, igualmente tachadas de subversivas.

Leia mais em matéria publicada no Portal da Unicamp. E acompanhe a programação do CEOR no Facebook.