Desemprego avançou mais rápido entre as mulheres negras no Brasil

Local de Publicação

Diário Comércio, Indústria & Serviços

Data de Publicação

Resumo

Já o desemprego entre as mulheres brancas bateu 10,6% no final do ano passado, alta de 4,4 pontos em relação aos últimos três meses de 2014, quando a taxa de desocupação foi de 6,2%, mostra um levantamento da economista e professora da Unicamp Marilane Teixeira, com base do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Entre os homens negros, o desemprego chegou a 12,1% ao fim de 2017, alta de 5,8 pontos.