Centro Cultural de Inclusão e Integração Social abriga etapa do projeto Fevereiro na Dança

Treino de Dança coordenado pela bailarina Daniela Bescow  (Foto: Ricardo Lemos Ribeiro)
Treino de Dança coordenado pela bailarina Daniela Bescow  (Foto: Ricardo Lemos Ribeiro)

Nos próximos dias 17 e 23 de fevereiro o CIS-Guanabara será palco de diferentes apresentações e atividades relacionadas ao universo da dança. Trata-se de uma etapa da mostra Fevereiro na Dança, evento com entrada franca, que conecta artistas, espaços e projetos locais da cidade de Campinas. O Projeto Camdança, responsável pelas exibições no CIS-Guanabara, é um dos parceiros dessa iniciativa.

A programação do dia 17 começa com a atividade Treino em Dança, das 13h00 às 17h00, coordenada pela bailarina e escritora Daniela Alvares Beskow. A metodologia de investigação do movimento e criação em dança é desenvolvida por Daniela desde 2002. “Trata-se de um método de pesquisa, treinamento, desenvolvimento e criação do movimento voltado para as artes da cena, com foco na dança, e também para o aprofundamento da consciência do movimento não-cênico, podendo ser desenvolvida em grupos de artistas e de não-artistas”, afirma a bailarina. As inscrições podem ser feitas até o dia 16 pelo e-mail  projetocamdanca@gmail.com

Na sequência, a atriz, escritora e bailarina popular Nil Sena oferece a aula “Saberes Griot Afro-indígena no Passo do Carimbó”, atividade que será restrita a 30 participantes. A dançarina explica que o público terá a oportunidade de vivenciar uma expressão cultural originária da região norte do Brasil, mais especificamente do estado do Pará. “Os passos miúdos e bem enraizados das indígenas ganha, com a chegada das negras, o bamboleio e uma acentuada aceleração no movimento. Em seguida com a influência lusitana ganha também o bater de palmas com os braços para o ar e o vira-vira.”

Também no dia 17, a partir das 19h30, a bailarina e performer Maria Fernanda Miranda apresenta o espetáculo DesCerrado. O trabalho mostra  rastros e ruídos de suas andanças pelo universo feminino da região cerrado-caatinga, sempre com a integração do público que é convidado a participar da dança. Marisa Lambert assina a direção artística. Aves Sapiens dos Mangues é o monólogo que será apresentado na mesma data pela escritora e bailarina Nil Sena. O texto trata da labuta de uma mulher e suas andanças em busca de dias com menos desigualdades sociais. “Isso se manifesta por meio de um grito de uma ave faminta e feroz, questionando até quando teremos que suportar essa injustiça socioeconômica que assola o país”, explica a artista. 

A mostra Fevereiro na Dança prossegue no próximo dia 23 de fevereiro com Treino de Dança, lançamentos de livros e apresentações de espetáculos. Das 9h00 às 13h00 ocorre o Treino de Dança sob a coordenação da artista-pesquisadora de dança, Melina Scialon que apresenta o trabalho Coreologia e Dramaturgia do Performer. As inscrições podem ser feitas até o dia 22 de fevereiro pelo e-mail projetocamdanca@gmail.com .  Às 18h00, ocorrem os lançamentos dos livros Dramaturgia Cênica Feminista e Análise Situada de Espetáculos, de Daniela Alvares Beskow   e o livro Laban Plural: Arte do Movimento, Pesquisa e Genealogia da Práxis de Rudolf Laban no Brasil, de Melina Scialom. Às 20 horas ocorrem os espetáculos Estudo 1. Prelúdio para Movimento, com Daniela A. Beskow e Catarina Rossi e Herança, com Arcília Lima, Alexandra Krenak e Sol Terena.

A temporada de compartilhamentos de metodologias de treino em dança é uma ação do Projeto Camdança que tem como objetivo a valorização dos saberes metodológicos na área da pesquisa e do movimento através do compartilhamento e troca de saberes entre profissionais dessa arte. A ação consiste em artistas oferecerem treinos de dança e movimento a partir de suas técnicas de trabalho, movimento e artes cênicas, ensinando suas descobertas e saberes na área da pesquisa prática e treinos em dança.

No CIS-Guanabara, o evento, com a coordenação da agente cultural Maria Cristina Amoroso Lima Leite de Barros, tem o apoio da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (PROEC), da Unicamp. O CIS fica à Rua Mário Siqueira, 829, Botafogo, Campinas (estacionamento gratuito no local).
(Amarildo Carnicel)