Orquestra Sinfônica da Unicamp apresenta a Abertura da Temporada 2017

OSU

Sob os inventivos acordes de Cláudio Santoro, Tom Jobim, Vinícius de Moraes, Ernesto Nazareth, entre outros grandes da música brasileira, a Orquestra Sinfônica da Unicamp (OSU) inicia sua temporada com o programa "Gala Musical com os Mestres da Unicamp", que acontecerão nos dias 22 (no Teatro Castro Mendes) e 23 de março (na Casa do Lago), em Campinas.

Orquestra Sinfônica da Unicamp
Orquestra Sinfônica da Unicamp

Para interpretar o eclético repertório nestas apresentações, a Orquestra Sinfônica da Unicamp, sob regência da maestrina Cinthia Alireti, terá como convidados um time formado por professores da Unicamp. Estarão no palco os professores Angelo Fernandes (barítono), Buddi Garcia (guitarra), Emerson de Biaggi (viola), Leandro Barsalini (bateria), Paulo Ronqui (trompete), Paulo Tiné (arranjador), Rafael dos Santos (pianista e arranjador), Zé Alexandre Carvalho (baixo elétrico) e Eloá Gonçalves (piano). 

Além dos concertos de abertura, o público pode esperar muitas novidades neste ano. Os músicos convidados da Polônia, Jan Kalinowski (violoncello) e Marek Szlezer (piano), que formam o Cracow Duo, acompanhados pelo maestro polonês Rafael Delekta, chegam em Campinas para uma apresentação especial, com destaque para a estreia mundial da obra "Bridging Urban America" – uma suíte para violoncelo, piano e orquestra, do famoso compositor polonês Tomasz Jakub Opalka. No repertório, também o romântico F. Chopin. 

Outros destaques acontecem ainda neste semestre. O Quinteto de Sopros da OSU mostra a versatilidade do repertório escrito para esta formação, com obras de Rossini, Dvorák, Júlio Medaglia. O festejado compositor Ney Rosauro será solista do seu "Concerto 2 para vibrafone". Os 20 anos do Grupo de Percussão da Unicamp (Grupu) serão comemorados com um programa regido pela maestrina Cláudia Ferez, da Sinfônica de Jundiaí. Em maio (15), está previsto o Fórum Gestão Orquestral e Compromisso Social.

Em relação aos concertos de câmara, a programação traz o Quinteto de Madeiras da OSU e o Ensemble de Cordas, que será liderado pelo violinista Artur Huf na famosa "Quatro Estações", de Vivaldi. Estes concertos serão repetidos em cidades da Região Metropolitana de Campinas e no auditório da Adunicamp, dentro do campus da Unicamp. Entre os regentes convidados, o público poderá conferir a performance dos maestros André Micheletti, Nazir Bittar, Fernando Barreto e Angelo Fernandes, além do maestro polonês.

OSU
Maestrina Cinthia Alireti

Considerada obra emblemática do repertório operístico, em julho será encenada a popular "A Flauta Mágica", de A. W. Mozart, com o Ópera Estúdio Unicamp e Coro Contemporâneo de Campinas. Vale ressaltar que a encenação contará com o projeto "legenda acessível" - uma legenda universal,  construída em parceria com professoras surdas do  Centro de Estudos e Pesquisas em Reabilitação (Cepre), profissionais do  Centro de Integração, Documentação e Difusão Cultural (Ciddic) e  da Central TILS (Central de Tradutores e Intérpretes de Língua Brasileira de Sinais, todos da Unicamp, e parceiros.

Concertos com os solistas da OSU destacam o violoncelista Daniel Lessa, o clarinetista Eduardo Freitas, o contrabaixista Walter Luis Valentini e o violinista Everton Amorim, além dos solistas aprovados pelo Projeto Performance, com Mário Marques, no clarone; Carlos dos Santos na marimba, entre outros.

O ineditismo está no projeto da compositora Denise Garcia com a composição "Lugares: Cinco Paisagens Audiovisuais em Ambientes Imersivos", no qual música e imagem constroem uma narrativa paisagística sobre espaços naturais. Além dos instrumentos convencionais, a obra terá laptop, placa de áudio, projetores de data show, entre outros exóticos. 

Na pauta também estão projetos educativos e de formação de público chamado OSU de Portas Abertas. Escolas, funcionários e demais visitantes poderão conhecer a orquestra e assistir a um concerto comentado.

Como iniciativa inédita da OSU em 2016, o projeto  “Identidade, Música e Arquitetura", promovido em parceria com o Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB Campinas),  foi um grande sucesso de público e ganhou espaço cativo na programação. A proposta, que surgiu do desejo de ocupar os patrimônios históricos da cidade com combinações instrumentais e repertórios variados, continua neste ano.

Para fechar a temporada, sob a batuta do maestro Angelo Fernandes, uma apresentação especial da "Missa Lord Nelson", de J. Haydn, com músicos da OSU e Coro Contemporâneo de Campinas.

Serviço

A apresentação do dia 22 de março será às 20 horas no Teatro Castro Mendes, na Rua Conselheiro Gomide, 62, Vila Industrial, próximo ao centro de Campinas. O ingresso custa R$ 20,00 a entrada inteira, R$ 10,00 a meia-entrada e R$ 5,00 para a comunidade da Unicamp.

Já no dia 23 a apresentação será na Casa do Lago, no campus de Barão Geraldo, às 19 horas, com entrada franca.

Mais informações na página da Orquestra Sinfônica da Unicamp.